Traduzir

21 fevereiro 2017

USI reforçadas com terapeutas da fala para acompanhar jovens portadores da síndrome de Asperger

O Secretário Regional da Saúde defendeu em Angra do Heroísmo, apoios clínicos e educacionais destinados a jovens com transtornos mentais, com base numa estratégia de intervenção multissetorial.
Rui Luís que falava na sessão que assinalou o Dia Internacional da Síndrome de Asperger, afirmou que “é um desígnio do Governo Regional dotar as Unidades de Saúde de Ilha (USI) com profissionais para acompanhar estes jovens, designadamente com terapeutas da fala”.
O titular da pasta da Saúde salientou o apoio que já é prestado nas consultas de desenvolvimento, de pedopsiquiatria, de neuropediatria, de terapia da fala e terapia ocupacional, disponibilizadas nos hospitais dos Açores.
Na sua intervenção, Rui Luís sublinhou ainda o papel, de vigilância da saúde e de intervenção precoce, das equipas do Programa Regional de Intervenção Precoce.
A população alvo destas equipas são crianças até aos seis anos com problemas de desenvolvimento, incluindo crianças com diagnóstico de autismo ou com variantes.
Para Rui Luís, este acompanhamento “permite à criança com problemas desta ordem maximizar a sua autoestima e valorizar as suas capacidades ao nível da plena integração social”.
“A manutenção e a promoção da saúde de todas as crianças são um imperativo para os profissionais e serviços de saúde da Região”, frisou o governante.
Na linha dessa estratégia, Rui Luís salientou políticas em curso no âmbito do Plano Regional de Saúde e a formação aos profissionais, no âmbito da 'Avaliação das Competências no Desenvolvimento Infantil' e das 'Perturbações da Relação e Comunicação'.


Twitter Facebook Favorites More