Traduzir

Loading...

quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Agricultura contínua como há 40 anos diz Raul Costa


O Graciosense, Raul Machado Costa, enviou à nossa redação, uma carta aberta aos agricultores Açorianos.


Neste documento de reflexão, o agricultor e técnico açoriano, conhecido pelo seu empreendedorismo, em que se destacam os produtos “Terra do Conde”, observou, durante grande parte da sua vida (40 anos) o constante pedido de socorro do sector agrícola, com constantes injeções de capital, com o eclipse total dos técnicos regionais e com ausência de uma definição estratégica que o levasse a uma efetiva criação de riqueza, tornando-se descabido e humilhante numa Região, com o potencial que tem no campo das Ciências Agrárias continuar, apenas, a seguir as diretrizes traçadas há 40 anos pelo Governo Provisório da República.

Ao longo da sua narrativa, Raul Costa descreve e compara a nossa agricultura com a dos outros países mais desenvolvidos e apresenta dados concretos e soluções para o rumo que deve seguir a nossa agricultura.

Por exemplo diz que a região vai produzir o mesmo, com mais qualidade, com metade dos animais, se o gado deixar de praticar só o pastoreio, devendo recorrer-se à estabulação durante algum tempo.

Aproveitar o biogás seria também uma medida a ter em conta, pois diminuiria os custos com a eletricidade nas explorações.

No entender deste técnico, a produção de gases com efeitos de estufa vai comandar no futuro a vida da comercialização dos nossos produtos, ou seja, a denominada “pegada de carbono”, que contribui para o melhoramento da tão falada “pegada ambiental”.

Por isso mesmo, Raul Costa diz que deve ser avaliada urgentemente a pegada de carbono dos bens transacionáveis produzidos nos açores, como sejam o leite e os lacticínios.

A vinha e a fruta são produtos com grande rentabilidade, como demonstra neste seu trabalho, e são outras soluções a ter em conta na agricultura açoriana.

Contatado pela Rádio Graciosa, Raul Costa não se mostrou disponível nesta fase para nos falar mais sobre este seu contributo para melhorar e modernizar a nossa agricultura.

Este documento pode ser consultado na íntegra aqui no nosso sítio.

Membros da Grater visitam Graciosa para dar início à planificação de estratégia de desenvolvimento local


O Conselho de Administração da Grater veio esta semana à nossa ilha, para iniciar a planificação estratégica de desenvolvimento local.

Durante dois dias decorreu uma série de reuniões de trabalho com juntas de freguesia, associações e Santas Casas, bem como uma Assembleia-geral da instituição.

O Presidente do Conselho de Administração, Osório Meneses da Silva disse em declarações à Rádio Graciosa que as reuniões na ilha Graciosa tem como objectivo conhecer as necessidades e preocupações, de forma a dar resposta a elas nos próximos anos.

Osório Silva disse que na Graciosa a taxa de processos tem sido muito baixa e é objectivo desta administração que esse número aumente, diversificando a economia e criando emprego no meio rural.

Segundo Osório Silva, esta ilha tem potencialidades e condições para tirar um maior proveito dos fundos comunitários através da Grater, mas para isso as entidades também tem que ser proactivas, apesar da Grater vir até elas.

A Assembleia Geral da GRATER que se realizou ao final da tarde de ontem teve na ordem de trabalhos a apreciação e votação do Relatório de Gestão e Contas de 2013; a adesão de associados; a discussão e deliberação da adesão da GRATER à constituição da associação “Rotas de Vinho de Portugal”, entre outros assuntos.

Nesta visita da administração da Grater estiveram na Graciosa o Presidente do Conselho de Administração, Osório Meneses da Silva o Secretário do Conselho de Administração, José Avelino Borges e membros do gabinete técnico da associação.

Museu emite esclarecimento sobre notícia da Rádio Graciosa




A Rádio Graciosa noticiou que " Turistas que estiveram Domingo na Graciosa não visitaram o Museu", acrescentando que "um navio cruzeiro com cerca de 100 turístas a bordo, que visitaram a Graciosa durante o dia,....Quando vieram a Santa Cruz o Museu estava fechado".

O Director do Museu da Graciosa, Jorge Cunha referiu num esclarecimento à nossa redacção que, “em relação a estas afirmações da Rádio Graciosa, que proferidas desta forma podem induzir os ouvintes em erro, levam-nos a esclarecer o seguinte:

 "   Quem organizou a excursão de Domingo?

 A viagem foi organizada por uma Agência de Viagens de Ponta Delgada, ilha de S. Miguel.

   Porque razão os turistas não visitaram o Museu?

Foi uma opção da Agência de Viagens à qual o Museu é alheio. Os turistas cumpriram um programa da responsabilidade da Agência de Viagens. Querer envolver o nome do Museu nestas opções é um acto de má-fé que merece o nosso repúdio. Se o Museu tivesse sido contactado, tínhamos aberto as portas, tal como já fizemos em tantas outras situações, nomeadamente no Congresso dos Dentistas, nas Bienais de Mergulho, visitas de grupos corais, de teatro, grupos do INATEL, etc, etc. Já abrimos na Terça- Feira de Carnaval, e até à noite.

É verdade que o Museu estava fechado, mas não abriu porque não foi contactado para o efeito e porque o programa da Agência de Viagens não incluía esta visita.

O Museu da Graciosa sempre esteve e continua a estar disponível para receber grupos de visitantes, que dependendo da dimensão dos mesmos exige a presença de dois a três funcionários, no sentido de garantir  a segurança e a qualidade do acolhimento. Uma vez que esta insituição prima pela excelência no serviço prestado, é no mínimo desejável uma marcação prévia, mesmo que efectuada em horários especiais.

  Quantas horas os turistas estiveram na ilha Graciosa?

A excursão esteve nesta ilha Graciosa  apenas quatro horas e não "durante o dia" como referiu a Rádio Graciosa, dando a ideia que a excursão esteve o dia inteiro.

Finalmente, aquele diretor reprova esta forma de dar notícias e de tratar os assuntos."

A Direção da Rádio Graciosa, continua a lamentar que venham grupos de turistas a esta ilha, e que o nosso museu não esteja "sempre" disponível, para ser visitado.
Esta é uma situação que deve ser resolvida, entre o museu e as agencias de viagens, para a nossa ilha não continuar a ser prejudicada e cumprir com o que adiantou o Director Regional da Cultura, Nuno Lopes, que disse que os museus tem que ir ao encontro das populações.

Campeonato Regional de voleibol feminino na Graciosa entre 24 e 27 de Abril




Santa Cruz da Graciosa recebe o Campeonato Regional de Voleibol – Série 1, no escalão de Juniores Femininos, que irá decorrer de 24 a 27 de Abril, no Pavilhão Municipal.

A prova contará com a presença, para além da equipa local, o Santa Cruz Sport Club, com 3 equipas em representação de outras tantas ilhas, nomeadamente de São Miguel o Clube K, do Pico o Clube Desportivo Ribeirense e das Flores o Clube Desportivo Escolar das Flores.

 

 

Novo coordenador do BE/Açores assume lugar de deputado no parlamento regional



A deputada do Bloco de Esquerda no parlamento dos Açores, Zuraida Soares, será substituída, a partir de 01 de maio, por Paulo Mendes, que ocupava o 2.º lugar na lista que o partido apresentou nas legislativas regionais de 2012.

O anúncio foi feito hoje, em comunicado, pela direção regional do partido, que adianta que esta substituição é "temporária", embora não refira nenhuma data relativamente ao possível regresso de Zuraida Soares à representação parlamentar bloquista.

Paulo Mendes, 35 anos de idade, é, com Lúcia Arruda, o atual coordenador do Bloco de Esquerda nos Açores, cargos que ocupam desde Janeiro em substituição de Zuraida Soares, que durante mais de dez anos geriu sozinha o partido no arquipélago.

Zuraida Soares continua a integrar a comissão coordenadora do BE/Açores.

Já na legislatura anterior, houve rotatividade na representação parlamentar do BE, que possui apenas um deputado no parlamento açoriano.

Fonte:AOnline

 

 

Utilidade Pública


PREVISÃO DO ESTADO DO TEMPO PARA HOJE:

Períodos de céu muito nublado com boas abertas.
Aguaceiros fracos e dispersos durante a madrugada e inicio da manhã.
Vento sudoeste moderado (20/30 km/h) tornando-se fresco (30/40 km/h) com
rajadas até 50 km/h.

Mar cavado.
Ondas noroeste de 3 metros, passando a oeste.

 

 

Preia-mar será às 22h03 com 1.6 metros.

Baixa-mar será às 15h51 com 0.5 metros.

 

O Sol nasceu às 07h09 e vai pôr-se às 20h27

Índice de Ultravioleta 2, baixo.

 

A temperatura da água é de 15ºC

A temperatura do ar é de 12ºC e Humidade 82%

quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Executivo Municipal diz que notícia da Antena 1 é caluniosa e não tem fundamento


A Antena 1 Açores noticiou na Terça-feira que "em tribunal está um processo de suspeita de corrupção, favorecimento e recebimento indevido contra a câmara de Santa Cruz da Graciosa."


Avança ainda a estação regional, que "o caso envolve obras no concelho" e que o "principal suspeito indicado pela acusação é o presidente da autarquia, Manuel Avelar, que, à Antena 1 Açores, disse desconhecer o processo."
A Antena 1 Açores noticiou ainda que o caso já seguiu para o Ministério Público.

A Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, perante uma notícia veiculada pela RDP/Antena 1, esclareceu que “ até este momento o Município não foi notificado pelo Ministério Público de qualquer processo a decorrer que envolva nenhum membro deste executivo, e que a notícia divulgada não tem qualquer fundamento. Esta Câmara nada teve ou tem a esconder, uma vez que os processos de obras são públicos e estão todos devidamente instruídos, podendo ser consultados por todos os interessados.”

No esclarecimento, o presidente do executivo refere ainda que “suspeita-se que esta notícia poderá estar relacionada com um processo que deu entrada neste Município em 2006 e ainda não foi concluído porque as partes em litígio não chegaram a acordo, facto que, a ser verdade, ultrapassa as competências desta autarquia.

Não pode esta edilidade deixar de realçar o facto de, não tendo sido dirigida nenhuma notificação ao Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, e perante a ausência de qualquer fonte ou facto concreto para fundamentar esta notícia, se ter escrito uma calúnia com uma dimensão gravíssima, que põe em causa a credibilidade, a honestidade, a honra e o bom nome do Presidente desta Câmara.”

A finalizar o esclarecimento endereçado a todos os açorianos e graciosenses em especial Manuel Avelar refere que “trata-se aqui, na opinião da Câmara Municipal, de falta de profissionalismo do autor da notícia e de falta de respeito por um cidadão que, como acontece num estado de direito, deve presumir-se como inocente até prova em contrário.”

 

 

Para os deputados do PSD os projectos importantes para a ilha continuam a não sair do papel




A Rádio Graciosa falou com os deputados eleitos por este concelho, para fazerem um balanço da visita estatutária que o Governo efectuou a semana passada à ilha Graciosa.

João Costa, deputado do PSD, disse que mais uma vez projectos importantes para a ilha continuam a não sair do papel.

A maioria das obras é para 2015 e 2016, o que leva a pensar que o Governo está apenas apensar nas eleições de 2016.

O deputado social-democrata critica ainda o fato de continuar a ser haver uma resposta clara para um assunto que está no topo das preocupações dos graciosenses que são os transportes.

Deputados socialistas fazem balanço positivo da vista do Governo



Os deputados socialistas fazem um balanço positivo da visita estatutária do Governo à graciosa, não só devido às decisões resultantes do Conselho de Governo realizado na Graciosa, mas também das reuniões que os membros do governo mantiveram com as diversas associações e entidades da ilha.

José Ávila, deputado do PS, disse que destaca-se desta visita o lançamento da primeira pedra da obra de remodelação da Adega, apoios à habitação degradada e ainda os benefícios fiscais a investimentos na Graciosa, bem como as novas regras de reencaminhamento de doentes.

Medidas que segundo José Ávila são importantes para a Graciosa, mas também outros anúncios importantes foram feitos, nomeadamente na resposta às reivindicações do Conselho de Ilha e apoios a eventos de promoção da ilha e instituições.

Assembleia Municipal reúne a 29 de Abril


A Assembleia Municipal de Santa Cruz da Graciosa, vai reunir no próximo dia 29 de Abril de 2014, pelas 20h30, nos Paços do Concelho.

A reunião ordinária da Assembleia Municipal, terá na ordem de trabalhos a apreciação do Relatório de Actividades e a Situação Financeira da Câmara Municipal; do Projecto de Regulamento da

Utilização do pavilhão Multiusos, repartição de encargos orçamentais por mais do que um ano económico na aquisição de terrenos para os Espaços Industriais de Santa Cruz da Graciosa e protocolo de cooperação turística a celebrar com a Associação Regional de Turismo.

Na reunião de 29 de Abril os deputados municipais são ainda convocados para apreciação e eventual aprovação da proposta da Câmara Municipal para os acordos de execução a celebrar com as quatro Juntas de Freguesia da Ilha, dos documentos da prestação

de contas da Câmara Municipal, relativos ao ano de dois mil e treze e da proposta da Câmara Municipal para a primeira revisão orçamental, relativa ao ano de dois mil  catorze.

 

 

Alterações na recolha de lixo devido ao feriado




Os feriados deste mês vão levar a uma alteração na recolha de resíduos no Concelho de Santa Cruz da Graciosa.

Nos feriados de 25 de Abril, Sexta-feira, não se vai realizar a recolha de resíduos indiferenciados.

Segundo informação dos serviços camarários, a recolha dos designados “monstros”, que também é feita às Sextas-feiras, será efectuada nas Quintas-feiras, dia 24 de Abril.

Trio Variarum actua Sábado no âmbito da Temporada Artística 2014



A Secretaria Regional da Educação, Ciência e Cultura, através da Direção Regional da Cultura, promove, no próximo dia 26, no auditório do Centro Cultural de Santa Cruz da Graciosa, um concerto com o Trio Variarum, no âmbito da Temporada Artística 2014.

O Trio Variarum, que atuará pelas 21h30, é formado por José de Sousa, Antonella Barletta e Taras Poustovgar, professores do ensino artístico na Escola Básica e Secundária Tomás de Borba, em Angra do Heroísmo.

Artigo de Opinião de João Costa intitulado “Não há desculpa que lhes valha”




Não há desculpa que lhes valha



O Governo Regional escolheu a Ilha Graciosa para a sua primeira visita estatutária de 2014.

Por sinal, a viagem decorreu no início da Semana Santa, o que, convenhamos, é um sinal de verdadeira penitência perante a ilha e os seus habitantes.

Mas o Governo não é de arrependimentos e o longo jejum dos Graciosenses já não se compadece com visitas em que, no final, tudo é mais uma vez adiado para oportunidade futura.
Se a visita seria de penitência, o que não se confirmou, já os pecados governamentais deste Governo do PS são mais do que muitos em relação aos Graciosenses e, o pecado original, é já uma novela de mau gosto, com um actor principal de nome Vasco Cordeiro.
Na Graciosa falar da Marina da Barra é já assunto com muitos fascículos que animam o imaginário colectivo.
O nome do Presidente do Governo está associado a uma grande parte da história e, para aguçar o apetite para os próximos capítulos, veio agora com a tese de que aquela obra só estava atrasada por culpa, imagine-se, de "instituições da República!".



Com desmesurada desfaçatez o Presidente do Governo provocou a gargalhada geral que ecoou pelas 4 freguesias da ilha, ou não fosse a Marina da Barra o pecado original deste Presidente e deste Governo de 18 anos PS.

E logo Vasco Cordeiro a dizer que a Marina só não estava a andar por culpa de outros. Logo ele que enquanto Secretário da Economia mandou colocar um cartaz de 8 por 3 metros na Baía da Barra, onde se lia: "Construção da Marina da Barra e requalificação da envolvente"!

Claro que se estava nas vésperas das eleições de 2012, mas já antes disso o pecado do PS sobre este assunto estava bem presente pois estava no fim uma legislatura (2008/2012) em que aquela obra era promessa eleitoral e Vasco Cordeiro já havia garantido que era uma obra para acabar naquela legislatura.

Afinal, Vasco Cordeiro não é mais um inocente que acreditou nas conversas do PS, não, ele foi neste processo o verdadeiro obreiro de uma mentira de anos que andou a ser atirada, de responsabilidade da Câmara eleita em 2009 com novo projecto de marina, avalizado por quem... Por Vasco Cordeiro.
Depois, já nem Vasco Cordeiro nem o PS Graciosa sabiam quem fazia a obra. Uns faziam projectos, outros pagavam projectos, uns colocavam cartazes outros faziam estudos. Já ninguém sabia ao certo quem afinal era "o pai da criança"!
Já com uma novela de muitos momentos de infelicidade para a ilha Graciosa, que já sente desdém pelo que lhe andam a fazer, ficaram todos a saber que Passos Coelho, afinal, também andou a atrasar a obra que os Graciosenses ouvem os socialistas falar, há já quase seis anos.
Vasco Cordeiro já fez várias marinas na ilha Graciosa, umas ficaram pelo papel outras pelo cartaz. Em plena Semana Santa, Vasco Cordeiro fez mais uma marina na ilha, a marina de Passos Coelho.

Muitos mais pecados tem este Governo na falta de rumo que leva a Graciosa, muitos mais com maior importância como o matadouro ou a mobilidade e transportes. Mas o da Marina da Barra não há desculpa que lhes valha!

Entrevista com Osório Silva



No espaço de entrevista desta Quarta-feira é nosso convidado presidente do Conselho de Administração da GRATER, Osório Silva.

Uma entrevista para ouvir às 17h30 na nossa antena ou em www.radiograciosa.com




CDS-PP dos Açores quer fundos comunitários a pagar deslocação de doentes



O líder do CDS-PP dos Açores revelou que vai propor que sejam os fundos comunitários do novo quadro de programação 2014-2020 a suportar os encargos com a deslocação de doentes.

“Entendemos que devemos colocar estes fundos comunitários ao serviço das pessoas e daquilo que as possa ajudar mais. Isso é possível assegurando que as deslocações dos doentes das ilhas sem hospital para as com hospital e dos Açores para continente sejam pagos com fundos comunitários”, declarou Artur Lima, em conferência de imprensa, em Ponta Delgada.

Artur Lima considerou que esta é uma medida de “grande alcance social e de grande impacto económico no sistema regional de saúde”, uma vez que a União Europeia passa a assegurar os custos das tarifas aéreas, poupando as unidades de saúde verbas para investirem no pagamento aos fornecedores.

O líder do CDS-PP dos Açores revelou que vai avançar ainda com outra medida na área da saúde que preconiza que os apoios nas viagens com os doentes deslocados sejam equiparados aos funcionários públicos, membros do Governo e deputados regionais.

Artur Lima lamenta, por outro lado, que o Governo dos Açores não tenha colocado em prática a proposta do CDS-PP dos Açores de equiparar até 70 euros (valor que recebe um atleta deslocado dos Açores) o valor da diária para um doente que de tem de deslocar.

“Numa altura em que há uma austeridade enorme na saúde nos Açores, julgamos ser de extrema importância ajudar quem mais precisa: os doentes”, declarou.

O líder dos centristas referiu ainda que vai avançar no parlamento dos Açores com um novo regulamento para deslocação de doentes, visando assim que esta matéria não seja apenas alvo de uma portaria governamental.

Artur Lima refere que, no anterior quadro comunitário de apoio, a deslocação de doentes “estava no mesmo programa do que o tratamento do lixo, sendo a rubrica a mesma, podendo o dinheiro ser colocado onde o Governo Regional quiser”.

Fonte: AOnline

Assunção Cristas sublinha necessidade de internacionalizar lacticínios


A ministra da Agricultura e do Mar disse, que continuarão a existir instrumentos financeiros para apoiar o setor do leite, mas frisou que é importante apostar na diversificação e internacionalização das produções.

“A Comissão Europeia está a fazer um estudo de impacto para saber se vai ou não reformar o POSEI [programa específico para as regiões ultraperiféricas]. A posição do Estado Português foi que não era necessário reformar. É necessário utilizar bem os instrumentos do POSEI e neste contexto continuará a haver e haverá apoio para o setor do leite”, afirmou aos jornalistas Assunção Cristas, após uma audiência, em Ponta Delgada, com o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro

Assunção Cristas disse que para “além de um programa de apoio ao investimento local que pode ter uma componente forte de apoio aos investimentos para a modernização, diversificação dos produtos derivados do leite, que é uma aposta grande para o país”, os "instrumentos financeiros continuarão a existir".

“É importante que os produtores, e creio que estão já bastante sensibilizados, se possam empenhar em ações conjuntas por ventura para diversificarem as suas produções e encontrarem também mais mercados”, defendeu, frisando que nos Açores existem “belíssimos laticínios”.

Segundo a ministra, a preocupação do Governo nacional "é continuar a caminhar no sentido da inovação e diversificação", destacando a internacionalização, e lembrou que "há bem pouco tempo foi possível abrir o mercado chinês" aos lacticínios portugueses.

Fonte: AOnline

 

Utilidade Pública


PREVISÃO DO ESTADO DO TEMPO PARA HOJE:

Períodos de céu muito nublado com boas abertas. Aguaceiros fracos e
pouco frequentes.
Vento oeste moderado a fresco (20/40 km/h) com rajadas até 55 km/h.

Mar cavado.
Ondas noroeste de 4 metros, diminuindo para 3 metros durante a noite.

 

Preia-mar será às 22h03 com 1.5 metros.
Baixa-mar será às 14h39 com 0.6 metros.


O Sol nasceu às 07h21 e vai pôr-se às 20h19
Índice de Ultravioleta 1, baixo.


A temperatura da água é de 15ºC.
A temperatura do ar é de 12ºC e Humidade 77%

terça-feira, 22 de Abril de 2014

Executivo Municipal diz que notícia da Antena 1 é caluniosa

 
Na sequência da noticia avançada hoje pela Antena 1, a Rádio Graciosa pediu esclarecimentos ao Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa sobre o assunto em causa.
Recebemos do mesmo o sguinte esclarecimento que publicamos:

 

A Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, perante uma notícia veiculada hoje pela RDP/Antena
1, vem esclarecer os Açorianos, em geral, e os Graciosenses, de uma forma mais particular, que até
este momento o Município não foi notificado pelo Ministério Público de qualquer processo a decorrer
que envolva esta edilidade.
Mais afirma que a informação divulgada não tem qualquer fundamento. Esta Câmara nada teve ou
tem a esconder, uma vez que os processos de obras são públicos e estão todos devidamente
instruídos, podendo ser consultados por todos os interessados.
Suspeita-se que esta notícia poderá estar relacionada com um processo que deu entrada neste
Município em 2006 e ainda não foi concluído porque as partes em litígio não chegaram a acordo, facto
que, a ser verdade, ultrapassa as competências desta autarquia.
Não pode esta edilidade deixar de realçar o facto de, não tendo sido dirigida nenhuma notificação ao
Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, e perante a ausência de qualquer fonte
ou facto concreto para fundamentar esta notícia, se ter escrito uma calúnia com uma dimensão
gravíssima, que põe em causa a credibilidade, a honestidade, a honra e o bom nome do Presidente
desta Câmara.
Trata-se aqui, na opinião da Câmara Municipal, de falta de profissionalismo do autor da notícia e de
falta de respeito por um cidadão que, como acontece num estado de direito, deve presumir-se como
inocente até prova em contrário.



Antena 1 avançou que existe processo em tribunal contra Avelar Santos

A Antena 1 Açores noticiou esta manhã que "em tribunal está um processo de suspeita de corrupção, favorecimento e recebimento indevido na câmara de Santa Cruz da Graciosa."
Avança ainda a estação regional, que "o caso envolve obras no concelho" e que o "principal suspeito indicado pela acusação é o presidente da autarquia, Manuel Avelar, que, à Antena 1 Açores, disse desconhecer o processo."
A mesma notícia avança ainda que a acusação parte de profissionais de arquitectura, engenharia e fiscalização de obras, que referem que "a Câmara mandou demolir obras legais e manteve de pé projectos ilegais", sendo ainda relatada "confusão na aprovação de obras".
A Antena 1 Açores noticiou ainda que o caso já seguiu para o Ministério Público.

Grater promove reuniões de trabalho e Assembleia-geral na Graciosa


A Associação de Desenvolvimento Regional GRATER promove nos dias 22 e 23 de Abril, uma série de reuniões de trabalho no concelho de Santa Cruz da Graciosa, bem como uma Assembleia Geral da instituição.

Segundo a direcção da GRATER, o objectivo da deslocação de dois dias a este concelho visa prestar cumprimentos, dar a conhecer a associação, motivar à adesão na mesma e, sobretudo, colher contributos que ajudem uma nova Estratégia de Desenvolvimento Local, enquadrada no próximo quadro comunitário de apoio.

No dia 22 de Abril, terça-feira, a GRATER reúne com a Associação Agrícola pelas 14H00, seguindo-se encontro com a Associação de Jovens Agricultores e ao final da tarde encontros com a Junta de Freguesia de Santa Cruz e de Guadalupe.

No dia 23 de Abril, a GRATER tem agendado reuniões com a Santa Casa da Misericórdia da Praia, Junta de Freguesia de São Mateus, Junta de Freguesia da Luz e com a Santa Casa da Misericórdia da Santa Cruz da Graciosa.

A Assembleia Geral da GRATER realiza-se na Quarta-feira pelas 17H30 nos Paços do Conselho de Santa Cruz da Graciosa, fazendo parte da ordem de trabalhos a apreciação e votação do Relatório de Gestão e Contas referente ao exercício de 2013; a adesão de associados; a discussão e deliberação da adesão da GRATER à constituição da associação “Rotas de Vinho de Portugal”, entre outros assuntos.

Nesta visita da administração da Grater vão estar na ilha Graciosa o Presidente do Conselho de Administração, Osório Meneses da Silva e o Secretário do Conselho de Administração, José Avelino Borges.

Empresários comunicam constrangimentos dos transportes ao governo e pedem soluções


O Núcleo Empresarial de Santa Cruz da Graciosa deu a conhecer ao Governo os problemas com que se deparam os empresários desta ilha nos mais variados setores de atividade.

Na reunião que decorreu entre Núcleo Empresarial e Vítor Fraga, Secretário Regional dos Turismo e Transportes, a semana passada, os representantes dos empresários deram a conhecer as reais dificuldades relativamente aos transportes, quer marítimos, quer aéreos com a nossa ilha.

Segundo Carlos Brum, Presidente do Núcleo Empresarial, foram levantados os entraves que se verificam com a ilha Graciosa, para aos quais o governo já tinha sido alertado, mas que até hoje não foram solucionados.

Da parte do Governo houve o compromisso de tentar resolver os problemas que este concelho continua a sentir em matéria de transportes.

O cancelamento da visita de grupos de turistas à ilha Graciosa é muito recorrente, muitas vezes por indisponibilidade de lugares nos aviões, conforme tem ocorrido com o Graciosa Hotel.

Um operador de turismo do Faial, pretendia trazer à Graciosa turistas para fazer passeios a cavalos, mas cancelou o primeiro encontro que estava programado devido à taxa de excesso de bagagem que a Sata iria cobrar por equipamentos de equitação.

Estes impedimentos fizeram com que essa empresa optasse por outras ilhas para levar os turistas.

Carlos Brum afirma que foi transmitido ao governo a necessidade de se olhar para a Graciosa de uma forma diferente, para não ficarmos sempre prejudicados como tem acontecido na realidade.

 

Escolas abriram hoje para o 3º período lectivo



As escolas abriram portas hoje para o 3º período lectivo, depois das férias da Páscoa.

A pausa de 2 semanas marcou o final do 2º período e início do 3º e último período, do ano lectivo 2013/2014.

Amanhã é dia dos encarregados de educação receberem as notas, nas escolas da Graciosa.

Motoclube vai realizar a XI edição do Passeio da Liberdade


O Moto Club Ilha Graciosa vai realizar na próxima Sexta-feira o já habitual Passeio da Liberdade.


No dia 25 de Abril o Motoclube organiza a XI edição deste evento, que terá este ano como ponto de concentração a sede do clube, no Carapacho.

A concentração é às 14 horas e de seguida partida, em cortejo pelas estradas da ilha, com paragem em vários sítios, onde estão programadas celebrações alusivas a este feriado nacional.

As palavras do João hoje com o tema “Ó Mar”



“As palavras do João” da autoria de João Gago da Câmara será emitido hoje na nossa antena, com o tema “Ó Mar”.

Poderá ouvir o Programa “As palavras do João” todas as terças-feiras, na nossa antena às 15h15 e às 18:15, ou na nossa página emwww.radiograciosa.com

 

Utilidade Pública


PREVISÃO DO ESTADO DO TEMPO PARA HOJE:

Períodos de céu muito nublado com boas abertas. Aguaceiros.
Vento oeste muito fresco (40/50 km/h) com rajadas até 60 km/h durante a
madrugada, tornando-se
moderado a fresco (20/40 km/h).

Mar grosso, tornando-se cavado.
Ondas oeste de 4 a 5 metros, passando a noroeste.

 

 

Preia-mar será às 19h36 com 1.4 m

Baixa-mar será às 13h15 com 0.7 m

 

O Sol nasceu às 7h24 e vai pôr-se às 20h17

Índice de Ultravioleta 1, baixo.

 

A temperatura da água é de 15ºC

A temperatura do ar é de 12ºC, Humidade 77%

segunda-feira, 21 de Abril de 2014

Regras da zona classificada de Santa Cruz serão alteradas


O Director Regional da Cultura deu a conhecer durante a sua recente visita à ilha Graciosa, que está em aprovação um diploma sobre o património imóvel.

Nuno Ribeiro Lopes disse que dos 9 diplomas, que estão em diferente fases de aprovação, o património imóvel tem uma grande reformulação, porque há nova legislação a nivel nacional para se adaptar, para além de que a DRAC quer passar a ter um papel diferente.

Em vez de aguardar que as pessoas façam todo o processo, para depois dar um parecer final, a nova estratégia passará pela direcção regional acompanhar todo o processo desde o início, ajudando a ultrapassar as dificuldades, em vez de no final se limitar a dizer sim ou não.

Nuno Lopes disse em entrevista à Rádio Graciosa, que o que se pretende com o novo diploma é que as pessoas façam aquilo que pretendem ,através de um trabalho de colaboração e entendimento, para que o processo que apareça seja a resolução dos problemas ,dentro da legislação.


A legislação tinha que ser alterada de forma a corresponder aos vários níveis, pois as zonas classificadas dos Açores têm diferentes graus patrimoniais.

Há também um inventário da lista dos imóveis classificados e passará a haver um acordo entre proprietário, autarquia e Drac, para a requalificação dos edifícios degradados.

É também num trabalho conjunto entre entidades que será feito o plano de salvaguarda da zona classificada de Santa Cruz da Graciosa, que terá regulamentação específica para este concelho.

Até estar pronto este plano, a nova direcção de serviços, que tomará posse a 1 de Maio, trabalhará mais perto dos graciosenses, no entanto Nuno Ribeiro Alves esclarece que regras vão haver sempre e que nunca podem agradar a toda a gente.

As regras, que impõem menos materiais de opção, menos hipóteses de mercado de construção civil terão que levar a compensações, sinal de que o governo regional está empenhado na conservação.

 

 

Greve da SATA não tem prejudicado voos com a Graciosa



O Sindicato Nacional da Aviação Civil (SINTAC) diz que a greve que convocou para a SATA, arrancou Quinta-feira com uma adesão de entre 90 e 95%, provocando atrasos de até uma hora em diversos serviços.

Segundo o dirigente do SINTAC Filipe Rocha, há atrasos entre meia hora e uma hora "nos vários serviços relacionados com a operação das aeronaves".

O sindicalista sublinhou que não se prevêem cancelamentos de voos com esta greve às duas horas iniciais e finais de cada turno.

O objetivo da paralisação é provocar apenas "constrangimentos generalizados", para serem ouvidas as reivindicações dos trabalhadores de terra da companhia aérea dos Açores que integram o sindicato, afirmou.

Fonte da SATA disse à Lusa que a greve do SINTAC não teve, até agora, impacto na operação da empresa, acrescentando que o grupo de trabalhadores afeto ao sindicato "é muito localizado", estando a maioria nas ilhas Terceira e os restantes em Santa Maria.

Segundo informação a que tivemos acesso, na ilha Graciosa a greve não tem tido adesão, na Terceira tem havido aderência, mas não tem prejudicado o normal funcionamento dos serviços da Sata, não se verificando até ao momento atrasos nos voos com a Graciosa.

Os trabalhadores da SATA afetos ao SINTAC iniciaram uma greve, que termina a 15 de Maio, às duas horas iniciais e finais dos seus turnos, reivindicando a reposição de carreiras que dizem terem regredido com cortes salariais apenas para quem está afeto ao SINTAC.

Turistas que estiveram Domingo na Graciosa não visitaram Museu



No Domingo de Páscoa escalou a Graciosa o navio cruzeiro Island Sky, com cerca de 100 turistas a bordo, que visitaram a Graciosa durante o dia.

Quando vieram a Santa Cruz, o Museu estava fechado, situação que se deve ao facto da programação feita pelas agências, não incluir algumas vezes a visita ao Museu.


Jorge Cunha, Directo do Museu da Graciosa, esclareceu-nos que o Museu abre sempre que solicitado fora do seu horário de funcionamento e quando acontecem estas situações, deve-se ao facto do roteiro que a agência preparou para a Graciosa, não incluir visita ao Museu. Quando as visitas à Graciosa destes grupos incluem o Museu local, estas são preparadas entre as agências e o próprio Museu.

Uma situação que não é de todo desejável, até porque a entrada no Museu da Graciosa custa apenas 1 euro por visitante, o que não aumentaria substancialmente a despesa na visita à Graciosa.
 
Apesar destes esclarecimentos, seria importante que estivesse disponivel o serviço museológico e que fosse aberto apenas por um contacto local, assim que se soubesse que estava um determinado grupo na ilha.

 

 
 

Conversas de Fora para o Centro do Mundo, intitulado “Esperança” é da Responsabilidade de Carlos Vargas


No final do nosso noticiário, apresentamos na nossa antena, Conversas de Fora para o Centro do Mundo intitulado “Esperançaé da Responsabilidade de Carlos Vargas. 


Poderá também consultar em som em www.radiograciosa.com

 

 

Comentários com Luis Reis



No espaço de comentários de hoje, o nosso convidado é Luis Reis.

As principais notícias da semana passada serão analisadas a partir das 17h30.

 

 

Utilidade Pública


PREVISÃO DO ESTADO DO TEMPO PARA HOJE:

Céu geralmente muito nublado, com boas abertas a partir do final da
tarde.
Períodos de chuva fraca, passando a aguaceiros a partir da tarde.
Vento sudoeste bonançoso (10/20 km/h) tornando-se
fresco a muito fresco (30/50 km/h) com rajadas até 70 km/h e,
gradualmente rodando para oeste a partir da tarde.

MAR DE PEQUENA VAGA, TORNANDO-SE CAVADO A GROSSO.
Ondas norte de 2 metros, tornando-se oeste de 4 metros.

 

 

 

Baixa-mar será às 11h53 com 0.7 metros.

Preia-mar será às 18h15 com 1.4 metros.

 

O Sol nasceu à 07h03 vai pôr-se às 20h30

Índice de Ultravioleta 3, moderado.

 

A temperatura da água é de 15ºC.

A temperatura do ar é de 14ºC, Humidade 77%

sábado, 19 de Abril de 2014

Resumo Semanal 14 a 18 de Abril de 2014


 
Contas da autarquia aprovadas por maioria


O Executivo de Santa Cruz da Graciosa aprovou por unanimidade a 1ª revisão orçamental, com reforços nas receitas de 92.390 euros e nas despesas de 123.890 euros e anulações de 31.500 euros.

A prestação de contas de 2013 foi aprovada por maioria, com 2 votos a favor do PS e 2 abstenções do PSD.

Os documentos apresentam em "recebimentos" e "pagamentos" o total de 4.978.933,79 euros. Transitam para a conta de gerência de 2014 um total de 174.844,22 euros.

Estes documentos serão enviados à Assembleia Municipal para análise e eventual aprovação

 

 
 

 

Executivo Municipal aprovou apoio de 30 mil euros para festas concelhias

No período antes da ordem do dia, o vereador do PSD, António Reis, questionou sobre o ponto de situação do Parque Industrial. A vice-presidente Conceição Cordeiro esclareceu que aguardam parecer da Direcção Regional do Ambiente, para além de que há necessidade de adquirir mais dois terrenos, estando as propostas já a ser negociadas com os proprietários.

No período da ordem do dia, foram aprovados por unanimidade os acordos de delegação de competências para as juntas de freguesia, que serão ainda enviados às 4 juntas de freguesia e Assembleia Municipal para aprovação.

Foram ainda autorizados apoios à natalidade, ratificação de um despacho para aquisição de uma salva de prata oferecida no jantar de convívio do Graciosa Comunity Center de Toronto e ainda espectáculo de circo para crianças e jovens.

O clube desportivo escolar Ilha Branca foi apoiado com 100 euros, com vista a viagem de finalistas e foi aprovado o evento de comemoração do 25 de Abril, com sardinhada e concerto no Centro Cultural.

O prazo de conclusão da empreitada Rochela-Lagoa foi prorrogado para 16 de Maio próximo.

Na ordem do dia da reunião camarária destacou-se a aprovação por unanimidade, de um subsídio de 30 mil euros à Associação de Promoção e Desenvolvimento da Ilha Branca.

Esta verba destina-se a cobrir as despesas com os eventos musicais e taurinos das festas concelhias.

O vereador António Reis manifestou-se no final da votação para justificar o seu voto a favor, por lhe ter sido garantido pela vice-presidente que seria solicitado um relatório, das despesas com as festas pela referida associação, após a sua conclusão.

 
 

 

Deputados do PSD alertam que governo está a agravar os problemas das ilhas sem hospital ao impor as análises point of care


O PSD/Açores condenou a recente decisão do governo regional de encerrar os laboratórios de análises clínicas nas Unidades de Saúde de ilha a partir das 16h00, substituindo aqueles serviços por sistemas point of care”, por se tratar de mais uma opção, na área da Saúde, “que vai provocar grandes constrangimentos aos açorianos das ilhas onde não há hospital”, disse o deputado eleito por São Jorge, António Pedroso.

O social-democrata deu voz aos restantes parlamentares, das ilhas Graciosa, Santa Maria, Pico, e Flores, presentes numa conferência de imprensa onde aquela decisão, “que ainda não foi devidamente explicada pelo governo regional, nos preocupa profundamente, pois aparenta estar a ser implementada contra a opinião dos corpos clínicos das unidades de saúde”, frisou.

“O sistema point of care contempla a realização de um número reduzido de análises, dificultando a capacidade de diagnóstico dos médicos perante os doentes na urgência, colocando em risco a sua segurança e podendo aumentar as evacuações para os hospitais regionais”, explicou António Pedroso.

 

 

 

Maioria de obras esperadas pela Graciosa só em 2015

Do memorando de preocupações do Conselho de Ilha o Governo deu a conhecer o que está a ser feito, o que virá a ser feito e aquilo que de momento não é possível fazer.

Na área da saúde, os conselheiros ouviram do secretário Luis Cabral que está a decorrer um período de adaptação das análises point-of-care, por forma a detectar problemas, para que sejam ultrapassados. Sobre as consultas de especialidade, a sua falta resultou de um novo sistema mais justo que impede a sobreposição de vencimento dos médicos, o que gerou contestação dos médicos, mas a partir de 21 de Abril retomam estas consultas na Graciosa em algumas especialidades, com médicos do Hospital da Horta, que se prontificaram a vir à Graciosa.

Ainda na saúde será aberto concurso para colocação de 2 enfermeiros, bem como 1 técnico cardiopneumologista e futuramente 1 terapeuta da fala. Está em fase de avaliação a contratação de uma médica do continente, especialista em medicina geral e familiar, vai ser aberto lugar no quadro para um fisioterapeuta e autorizados contratos com técnicos de farmácia, nutrição e serviço social.

No Turismo e Transportes, Vítor Fraga confirmou que o governo recebeu a semana passada o aval da Autoridade Marítima Nacional ao Projecto da Marina da Barra. A nova localização do Parque de Exportação de Gado será estuda em conjunto com a Portos Dos Açores, até ao final do Verão está terminado concurso para o Piloto de Barra e a terminar está o processo de nomeação do responsável para os serviços de ilha daquela secretaria.

Sobre as obras em estradas, Porto Afonso-Limeira será executada no 1º semestre de 2015, Santa Cruz-São Mateus no 2º semestre de 2015 e na Fenais-Carapacho e Santa Cruz-Guadalupe serão feitas pequenas intervenções.

Sobre os horários dos transportes, Vítor Fraga disse que voos da SATA estão ajustados às necessidades, mas na Atlanticoline há constrangimentos para as alterações sugeridas para as festas de Verão, mas presidente da Atlanticoline virá à Graciosa tratar do assunto.

Na Secretaria Regional da Solidariedade Social, Piedade Lalanda disse que falta a última tranche no valor de 150 mil euros, do protocolo com autarquia para arranjo de 30 habitações e que vai ser celebrado com a Junta de Santa Cruz um protocolo para reabilitação de 3 habitações.

Luis Neto Viveiros, dos Recursos Naturais, informou os conselheiros de que haverá pequenas obras de reabilitação na protecção costeira dos Fenais, mas no Degredo e Calheta não é possível para já, no entanto os bens das pessoas serão sempre acautelados. O plano de pormenor do Parque Industrial necessita ainda de retificações, mas será aprovado em breve e a obra do matadouro terá concurso lançado no início de 2015.

No Afonso do Porto está a ser feito um projecto para melhorias nos acessos e o reabastecimento do areal vai ser feito por uma empresa da Graciosa, com areia de cá, o que sai mais barato.

Na educação e cultura, Luis Fagundes Duarte anunciou que foi feito um acordo com a Academia, para que apresente 1 curso e professores habilitados, que dê diplomas aos alunos, para se conseguir o paralelismo pedagógico. A oferta pública do ensino artístico será articulada com a do privado.

 
Carlos Brum, Presidente do Conselho de Ilha, disse que o encontro correu bem, com os conselheiros a serem mais reivindicativos este ano.

Com as respostas do Governo ficaram satisfeitos com algumas, mas sobretudo com a vontade que o Governo mostrou em resolver alguns dos problemas apresentados, embora se mantenha o descontentamento com os transportes com a Graciosa.

A atitude do Governo de dizer claramente aquilo que não pode fazer e o motivo, é para Carlos Brum uma atitude corajosa do governo, pois é diferente do que abandonar a Graciosa, o que os graciosenses já sentiram na pele.

Vasco Cordeiro, Presidente do Governo Regional, disse que há a necessidade de melhores transportes o que segundo o governante está na raiz da decisão da construção de mais dois novos navios.

O governante garantiu que estão a ser criados os instrumentos para satisfazer a necessidade de ligações da Graciosa com as outras ilhas, o que acontecerá com a execução do Plano Integrado dos Transportes.

 


 

Projecto da Adega custará 1 milhão e 140 mil euros e será executado pela Vila Jardim no prazo de 1 ano

O projecto tornará a Adega numa Unidade Agro-Alimentar, que se divide em quatro zonas distintas, nomeadamente a Unidade de processamento de alhos, com capacidade de produção para novos produtos, nomeadamente massa de alho e alho em pó.

Unidade de Mel e compotas, que se assemelha a uma cozinha industrial, com zonas desde a confecção, ao engarrafamento e rotulagem.

Com este projecto a Adega ficará dotada de uma unidade de processamento hortofrutícola, também com zonas distintas para preparação dos produtos, pesagem, embalamento, etc.

A quarta área é a unidade de vinificação, moderna e com todas as condições para a produção de vinho.

O projecto apresentado esta Terça-feira tornará o edifício da Adega numa área de 1.529 metros quadrados, a empreitada foi concessionada à Empresa Vila Jardim e custará cerca de 1 milhão e 140 mil euros demorando 1 ano a ser executado.

Após a assinatura da acta do evento, João Picanço, Presidente da Adega e Cooperativa Agrícola da Graciosa, disse que após 52 de existência, o lançamento da obra é um momento muito importante na história da instituição.

A adega passará a ter ao dispor dos seus associados, as condições necessárias para evoluir na sua actividade e tornar-se um verdadeiro pólo de desenvolvimento agrícola da ilha Graciosa.

Vasco Cordeiro, Presidente do Governo Regional dos Açores, disse ser uma obra a pensar no futuro, que não é um ponto de chegada, é sim um ponto de partida para que haja um reforço das condições de competitividade e criação de emprego na Graciosa.

O governo dá as condições mas cabe agora aos associados da Adega, cumprir com o seu papel, havendo na administração da Adega a responsabilidade de garantir que são cumpridos os objectivos deste processo.

 

 

Requalificação do Porto da Calheta custará meio milhão de euros

A reabilitação do porto danificado em 2010, consiste na requalificação da estrutura existente, melhoria da iluminação e reconstrução do terrapleno, num valor de cerca de meio milhão de euros.

O objectivo das obras é manter a estrutura, aumentando a sua vida útil.

Luis Neto Viveiros, Secretário Regional dos Recursos Naturais disse que “esta obra de consolidação do Porto de Santa Cruz da Graciosa vai melhorar, significativamente, a sua segurança e operacionalidade, assegurando, por essa via, melhores condições de trabalho e proporcionando mais e novas oportunidades aos privados que a usarem.”

O desafio não é pescar melhor mas sim vender melhor, processo no qual é muito importante o papel das associações do sector.

O responsável pelas Pescas aproveitou a ocasião para anunciar que o governo vai apoiar a Associação de Pescadores Graciosenses na abertura de uma peixaria em São Mateus e lançou o desafio para aproveitarem as modernas instalações que a Lota da Praia da Graciosa tem disponíveis, para promover a filetagem do pescado, o que constituirá uma mais-valia para a comercialização.

 

 

 

Comunicado do Conselho de Governo apresenta medidas para a Graciosa

O Governo dos Açores, reunido a 14 de Abril, em Santa Cruz, no âmbito da Visita Estatutária à Ilha Graciosa, deliberou criar a Central de Serviços Partilhados da Ilha Graciosa (CSI – Graciosa), que vai gerir de forma centralizada e integrada os recursos humanos do quadro da Administração Regional da Ilha Graciosa e a aquisição e manutenção de bens e serviços comuns a todos os Serviços localizados nesta ilha.

Um projecto que pretende que não se repita tarefas idênticas nos vários serviços, através de uma gestão partilhada.

Sérgio Ávila, vice-presidente do Governo dos Açores, disse que este modelo começa de forma experimental na Graciosa.


O Governo autorizou a cedência, a título definitivo e gratuito, à Santa Casa da Misericórdia da Graciosa, do antigo Granel da Lavoura, propriedade da Região Autónoma dos Açores, na Vila de Santa Cruz, destinado ao desenvolvimento das atividades promovidas por esta instituição social.

A Resolução determina que, tendo em conta o estado de degradação do imóvel, as obras de recuperação deverão iniciar-se no prazo de seis meses e estar concluídas até dois anos após a assinatura do auto de cessão.

 

Sérgio Ávila anunciou ainda a atribuição de um incentivo financeiro no âmbito do SIDER, Subsistema de Apoio ao Desenvolvimento Estratégico, no valor de cinco milhões de euros, sob a forma de incentivo não reembolsável, e de 2,9 milhões de euros, como empréstimo reembolsável, à empresa Graciólica, Lda., que prevê realizar um investimento de 25 milhões de euros na ilha Graciosa.

Este projeto de investimento prevê a construção de um parque eólico com capacidade para produzir 5,4 MWp, de um parque fotovoltaico com capacidade para produzir 1 MWp e, para armazenar a energia produzida, uma central de baterias que permita o armazenamento de 2,7 MW/10MWh, permitindo que 65 por cento da energia consumida na ilha Graciosa seja proveniente de fontes renováveis.

O Governo dá neste caso o apoio máximo permitido por lei, devido à importância do projeto único na região, que se destaca pela capacidade de armazenamento da energia, que conta com a participação da empresa Younicos.

 

No âmbito do Empreende Jovem foi aprovado um projeto de investimento de cerca de 300 mil euros, sendo o incentivo a conceder num valor superior a 172 mil euros.

Este investimento, a realizar pela empresa Estrofemágica, Unipessoal Lda., visa a instalação de um posto de abastecimento de combustível e respetiva loja de conveniência.

 

O Governo regional aprovou ainda apoio à Santa Casa da Misericórdia da Praia com uma verba de 4.500 euros, para a manutenção e reparação de equipamento fundamental para o bom funcionamento dos serviços prestados aos 24 residentes no lar, bem como assegurar as acessibilidades nesta valência de apoio social.

Ainda na área social, a Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz da Graciosa receberá 10 mil euros, para aquisição de um grupo hidropressor que facilitará o abastecimento de água potável ao Lar de Idosos da instituição, que acolhe 56 pessoas.

Ao Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Luz será atribuido apoio de 21 mil euros, no âmbito da sua atividade, possibilitando que continue a funcionar na ilha Graciosa uma estrutura de apoio e de suporte imediato às vítimas de violência doméstica.

 

O Governo aprovou ainda a celebração de um acordo de Colaboração com a Junta de Freguesia de Santa Cruz, no valor de 25 mil euros, para recuperação e beneficiação de três habitações degradadas, propriedade da junta.

Na educação vai ser iniciado o Programa Funcional da Escola Básica 1/Jardim de Infância de São Mateus, com o objetivo de permitir à Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa a realização de obras de recuperação do imóvel histórico onde a escola se encontra instalada.

Através da Direção Regional do Desporto, a Escola Secundária de Santa Cruz da Graciosa receberá 7.500 euros para a organização da fase dos Jogos Desportivos Escolares do 3.º Ciclo do Ensino Básico.

 

O Conselho de Governo autorizou, no âmbito da Valor Urbe – Plano de Revitalização de Espaços Públicos, o desenvolvimento do projeto para a requalificação do Parque de Campismo do Carapacho, com capacidade para acolher 500 pessoas.

Outros apoios a conceder são 60 mil euros à Federação Portuguesa de Atividades Subaquáticas para a realização do 1º Campeonato Europeu de Fotografia Subaquática, que se vai realizar na ilha Graciosa de 3 a 7 de Setembro e 25 mil euros à AGRAPROME – Associação Graciosense de Promoção de Eventos, tendo em vista a realização do V Rali da Graciosa, que vai decorrer de 17 a 20 de Julho.

 

Na agricultura, a Direção Regional dos Recursos Florestais vai proceder à limpeza, conservação e manutenção de 10 quilómetros de caminhos rurais e florestais na ilha Graciosa e  à requalificação faseada dos taludes no Caminho Florestal da Caldeira e no Caminho Rural do Barreiro/Vales.

O IROA, S.A., vai elaborar o projeto do sistema de abastecimento de água à lavoura na Fonte do Pontal, freguesia de Guadalupe, para promover o armazenamento e a distribuição de água aos empresários agrícolas de cerca de três dezenas de explorações agrícolas.

Por fim o Governo autorizou a abertura do concurso da empreitada de consolidação do Porto de Santa Cruz da Graciosa, com um preço base estimado de 500 mil euros e um prazo de execução previsto de um ano.

 

 

 

Secretário Regional do Turismo elogiou nova identidade do hotel

O Secretário Regional do Turismo e Transportes, que falava terça-feira na cerimónia de apresentação da nova identidade visual do Graciosa Hotel&Termas do Carapacho, presidida pelo Presidente do Governo, Vasco Cordeiro, elogiou a iniciativa, que considerou ser “uma aposta clara no que é fundamental”, ou seja, “uma imagem moderna que reflete o essencial do que estamos a vender”.

“Os Açores têm recebido diversos prémios internacionais, mas não nos podemos fechar nesse reconhecimento. Sabemos a qualidade do que temos e não temos que ter vergonha de a potenciar como parte diferenciadora de como nos apresentamos perante o mercado”, afirmou o Secretário Regional.

 

 

Unidade de Saúde vai dispor de mais uma médica de Medicina Geral e Familiar

Luís Cabral salientou que, num projeto piloto, os doentes desta unidade de saúde que necessitavam de determinadas intervenções cirúrgicas foram encaminhados para o Hospital da Horta, em vez do Hospital da Terceira, como estava antes definido, por se ter verificado que, deste modo, “conseguiam a realização da cirurgia em causa, com menor tempo de espera”.

Esta liberalização do hospital de referência, prevista no Plano de Ação para a Reestruturação da Saúde, garante “uma diminuição das listas de espera cirúrgicas”, uma vez que cada unidade de saúde poderá escolher o hospital que pode realizar a cirurgia no mais curto espaço de tempo.

Luís Cabral anunciou também que a Unidade de Saúde vai dispor de mais uma médica de Medicina Geral e Familiar e que ficou decidido que será aberto outro concurso, de modo a garantir uma resposta mais sólida em termos de apoio médico aos graciosenses.

 

 

Escolas não vão fechar nesta ilha

O Secretário Regional da Educação, Ciência e Cultura garantiu a manutenção das escolas da Graciosa, assegurando que o Governo dos Açores “não está a perspetivar" o encerramento de estabelecimentos de ensino nesta ilha, mas admitiu, no entanto, que poderá ser pensado um "reaproveitamento das instalações existentes”.

Essa reorganização, segundo Luiz Fagundes Duarte, passa pela "manutenção das escolas a funcionar nas várias freguesias, tendo sempre em vista a aprendizagem, o conforto dos alunos e, sobretudo, aquilo que é melhor para combater o insucesso escolar”.

O Secretário Regional assegurou ainda que uma eventual reorganização implicará sempre que a comunidade escolar "seja chamada a dar o seu contributo", nomeadamente os alunos, os professores, os pais e os encarregados de educação.

 


 

Aeroporto vai ter posto de atendimento ao turista já a partir de Maio

O Secretário Regional do Turismo e Transportes revelou que o Governo dos Açores contratou 25 novos colaboradores para reforçar a equipa da Rede Regional de Postos de Turismo com o propósito de alargar os horários e abrir novos espaços de atendimento.

 “Já a partir do próximo mês de Maio, iremos abrir um novo ponto de atendimento ao turista na Aerogare do Aeroporto da ilha Graciosa”, salientou o Secretário Regional, acrescentando que se trata de prosseguir a aposta estratégica de “disponibilizar um atendimento de excelência a todos quantos se dirigem aos postos de Turismo da Região”.

 

 



Detido homem na nossa ilha por posse e tráfico de droga

A Esquadra da PSP de Santa Cruz da Graciosa procedeu Segunda-feira à detenção de um homem por tráfico de droga.

Segundo nota do Comando Regional foi detido um indivíduo, de sexo masculino, de 57 anos de idade por posse e tráfico de estupefaciente.

Nesta acção foram apreendidas 200 doses individuais de haxixe.

 




Governo tomou medidas importantes, mas Avelar Santos diz que se quer sempre mais e melhor para o nosso concelho

Avelar Santos, Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, disse que a visita do Governo Regional a esta ilha foi numa altura de transição de quadros comunitários, por isso mesmo uma época difícil para investimentos.

O presidente do executivo adianta que não se pode dizer que a visita foi negativa, pois foram tomadas medidas importantes para a ilha Graciosa.

Segundo Avelar Santos, apesar de se querer sempre mais e melhor, deve-se estar satisfeitos com alguns projetos, cuja preparação já demorava há alguns anos.

O Projecto Younicos é uma boa iniciativa que recebe um grande apoio do governo, através de fundos comunitários, num projecto que terá um grande impacto para a ilha, a nível ambiental e económico.

As medidas de apoio ao emprego e a eventos que tem promovido a Graciosa, são pontos muito positivos do comunicado do Governo.

O lançamento da obra da Adega e Cooperativa Agrícola é muito importante para potenciar a economia da ilha, mas aqui os transportes são segundo as palavras de Avelar Santos, “o calcanhar de Aquiles”.

Avelar Santos reconhece que a Graciosa precisa de mais para se desenvolver e assegurar o seu futuro, mas a visita não foi de todo negativa, pois devido a ser um ano de transição o lançamento de novas obras e concursos, está a aguardar a entrada dos novos apoios comunitários.

Vasco Cordeiro garantiu que o que foi prometido é para se fazer e Avelar Santos diz ser essa uma atitude que faz gerar confiança neste governo.









Aprovados benefícios fiscais para projetos até 400 mil euros nesta ilha

O Governo dos Açores aprovou o regime de benefícios fiscais contratuais, condicionados e temporários, suscetíveis de concessão pelo Executivo, em sede de IRC, Imposto Municipal sobre Imóveis e Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis, para promover o investimento, tendo em vista a geração de riqueza e a criação de postos de trabalho.

Estes benefícios fiscais, que podem ser isenções, reduções de taxa e deduções à matéria coletável e à coleta, destinam-se a projetos de investimento em unidades produtivas de valor superior a dois milhões de euros, com reconhecida relevância estratégica para a economia regional, sendo este limite reduzido para 400 mil euros para projetos de investimento nas ilhas Graciosa, Corvo, Flores, Faial, Pico, S. Jorge e Santa Maria.

A promoção turística, a reabilitação de empreendimentos turísticos, a aquisição de novas embarcações de pesca, a investigação científica e desenvolvimento experimental com interesse relevante, o reforço da capacidade de exportação das empresas regionais e de criação de bens transacionáveis de caráter inovador e as energias renováveis são algumas das áreas abrangidas por estes benefícios.






Twitter Facebook Favorites More