Traduzir

Loading...

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Comunicado do Conselho de Governo apresenta medidas para a Graciosa


O Governo Regional apresentou na manhã desta Quarta-feira as decisões saídas da reunião do Conselho de Governo, realizado na visita estatutária à Graciosa.

O Governo dos Açores, reunido a 14 de Abril, em Santa Cruz, no âmbito da Visita Estatutária à Ilha Graciosa, deliberou criar a Central de Serviços Partilhados da Ilha Graciosa (CSI – Graciosa), que vai gerir de forma centralizada e integrada os recursos humanos do quadro da Administração Regional da Ilha Graciosa e a aquisição e manutenção de bens e serviços comuns a todos os Serviços localizados nesta ilha.

Um projecto que pretende que não se repita tarefas idênticas nos vários serviços, através de uma gestão partilhada.

Sérgio Ávila, vice-presidente do Governo dos Açores, disse que este modelo começa de forma experimental na Graciosa.

O Governo utorizou a cedência, a título definitivo e gratuito, à Santa Casa da Misericórdia da Graciosa, do antigo Granel da Lavoura, propriedade da Região Autónoma dos Açores, na Vila de Santa Cruz, destinado ao desenvolvimento das atividades promovidas por esta instituição social.

A Resolução determina que, tendo em conta o estado de degradação do imóvel, as obras de recuperação deverão iniciar-se no prazo de seis meses e estar concluídas até dois anos após a assinatura do auto de cessão.

Sérgio Ávila anunciou ainda a atribuição de um incentivo financeiro no âmbito do SIDER, Subsistema de Apoio ao Desenvolvimento Estratégico, no valor de cinco milhões de euros, sob a forma de incentivo não reembolsável, e de 2,9 milhões de euros, como empréstimo reembolsável, à empresa Graciólica, Lda., que prevê realizar um investimento de 25 milhões de euros na ilha Graciosa.

Este projeto de investimento prevê a construção de um parque eólico com capacidade para produzir 5,4 MWp, de um parque fotovoltaico com capacidade para produzir 1 MWp e, para armazenar a energia produzida, uma central de baterias que permita o armazenamento de 2,7 MW/10MWh, permitindo que 65 por cento da energia consumida na ilha Graciosa seja proveniente de fontes renováveis.

O Governo dá neste caso o apoio máximo permitido por lei, devido à importância do projeto único na região, que se destaca pela capacidade de armazenamento da energia, que conta com a participação da empresa Younicos.

No âmbito do Empreende Jovem foi aprovado um projeto de investimento de cerca de 300 mil euros, sendo o incentivo a conceder num valor superior a 172 mil euros.
Este investimento, a realizar pela empresa Estrofemágica, Unipessoal Lda., visa a instalação de um posto de abastecimento de combustível e respetiva loja de conveniência.

 

O Governo regional aprovou ainda apoio à Santa Casa da Misericórdia da Praia com uma verba de 4.500 euros, para a manutenção e reparação de equipamento fundamental para o bom funcionamento dos serviços prestados aos 24 residentes no lar, bem como assegurar as acessibilidades nesta valência de apoio social.

Ainda na área social, a Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz da Graciosa receberá 10 mil euros, para aquisição de um grupo hidropressor que facilitará o abastecimento de água potável ao Lar de Idosos da instituição, que acolhe 56 pessoas.

Ao Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Luz será atribuido apoio de 21 mil euros, no âmbito da sua atividade, possibilitando que continue a funcionar na ilha Graciosa uma estrutura de apoio e de suporte imediato às vítimas de violência doméstica.

 

O Governo aprovou ainda a celebração de um acordo de Colaboração com a Junta de Freguesia de Santa Cruz, no valor de 25 mil euros, para recuperação e beneficiação de três habitações degradadas, propriedade da junta.

Na educação vai ser iniciado o Programa Funcional da Escola Básica 1/Jardim de Infância de São Mateus, com o objetivo de permitir à Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa a realização de obras de recuperação do imóvel histórico onde a escola se encontra instalada.

Através da Direção Regional do Desporto, a Escola Secundária de Santa Cruz da Graciosa receberá 7.500 euros para a organização da fase dos Jogos Desportivos Escolares do 3.º Ciclo do Ensino Básico.

 

O Conselho de Governo autorizou, no âmbito da Valor Urbe – Plano de Revitalização de Espaços Públicos, o desenvolvimento do projeto para a requalificação do Parque de Campismo do Carapacho, com capacidade para acolher 500 pessoas.

Outros apoios a conceder são 60 mil euros à Federação Portuguesa de Atividades Subaquáticas para a realização do 1º Campeonato Europeu de Fotografia Subaquática, que se vai realizar na ilha Graciosa de 3 a 7 de Setembro e 25 mil euros à AGRAPROME – Associação Graciosense de Promoção de Eventos, tendo em vista a realização do V Rali da Graciosa, que vai decorrer de 17 a 20 de Julho.

 

Na agricultura, a Direção Regional dos Recursos Florestais vai proceder à limpeza, conservação e manutenção de 10 quilómetros de caminhos rurais e florestais na ilha Graciosa e  à requalificação faseada dos taludes no Caminho Florestal da Caldeira e no Caminho Rural do Barreiro/Vales.

O IROA, S.A., vai elaborar o projeto do sistema de abastecimento de água à lavoura na Fonte do Pontal, freguesia de Guadalupe, para promover o armazenamento e a distribuição de água aos empresários agrícolas de cerca de três dezenas de explorações agrícolas.

 
Por fim, o Governo autorizou a abertura do concurso da empreitada de consolidação do Porto de Santa Cruz da Graciosa, com um preço base estimado de 500 mil euros e um prazo de execução previsto de um ano.

 

Secretário Regional do Turismo elogiou nova identidade do hotel




O Governo dos Açores vai lançar o processo de certificação de todos os postos de informação turística existentes no arquipélago, uma medida que o Secretário Regional do Turismo e Transportes considerou ser representativa da “determinação em estarmos na vanguarda da excelência”.

“Até ao final desta legislatura, todos os postos de informação turística serão certificados”, afirmou Vítor Fraga, acrescentando que este processo permitirá, entre outros aspetos, uniformizar a imagem e o atendimento prestado nestes postos.

O Secretário Regional do Turismo e Transportes, que falava terça-feira na cerimónia de apresentação da nova identidade visual do Graciosa Hotel&Termas do Carapacho, presidida pelo Presidente do Governo, Vasco Cordeiro, elogiou a iniciativa, que considerou ser “uma aposta clara no que é fundamental”, ou seja, “uma imagem moderna que reflete o essencial do que estamos a vender”.

“Os Açores têm recebido diversos prémios internacionais, mas não nos podemos fechar nesse reconhecimento. Sabemos a qualidade do que temos e não temos que ter vergonha de a potenciar como parte diferenciadora de como nos apresentamos perante o mercado”, afirmou o Secretário Regional.



“O Governo dos Açores tem feito uma aposta clara e concreta para construir um verdadeiro destino. Hoje, os Açores são um verdadeiro destino turístico”, frisou Vítor Fraga., garantindo a “determinação” do Executivo em continuar a construir “um destino de excelência, atrativo e moderno”.




Escolas não vão fechar nesta ilha



O Secretário Regional da Educação, Ciência e Cultura garantiu a manutenção das escolas da Graciosa, assegurando que o Governo dos Açores “não está a perspetivar" o encerramento de estabelecimentos de ensino nesta ilha.

Luiz Fagundes Duarte, que falava à margem de uma visita de trabalho às escolas do primeiro ciclo de ensino na ilha Graciosa, no âmbito da Visita Estatutária do Governo Regional a esta ilha, admitiu, no entanto, que poderá ser pensado um "reaproveitamento das instalações existentes”.

Essa reorganização, segundo Luiz Fagundes Duarte, passa pela "manutenção das escolas a funcionar nas várias freguesias, tendo sempre em vista a aprendizagem, o conforto dos alunos e, sobretudo, aquilo que é melhor para combater o insucesso escolar”.

O Secretário Regional assegurou ainda que uma eventual reorganização implicará sempre que a comunidade escolar "seja chamada a dar o seu contributo", nomeadamente os alunos, os professores, os pais e os encarregados de educação.

Luiz Fagundes Duarte destacou, por outro lado, o trabalho desenvolvido pelas equipas multidisciplinares de apoio ao primeiro ciclo, que tem contado com “uma boa adesão” por parte dos docentes a todo o trabalho de preparação e de sala de aula, frisando que este é um trabalho cujos resultados apenas serão evidentes ao longo dos próximos anos.

Entrevista com Avelar Santos




No espaço de entrevista desta Quarta-feira é nosso convidado Avelar Santos, Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, para fazer um balanço da visita do Governo Regional dos Açores.

Uma entrevista para ouvir às 17h30 na nossa antena ou em www.radiograciosa.com


Artigo de Opinião de João Costa intitulado “Emergência Social”

Emergência Social - das palavras aos actos
 
 
Numa situação de emergência social a resolução de problemas não pode ficar dependente da discussão de teorias, de conceitos ou de estratégias a médio e longo prazo.
Essa discussão, que tem sido ignorada nos últimos anos pelo poder regional, levou a que hoje seja necessário acudir a casos que necessitam de urgente resolução e que são, também, consequência de uma longa agonia que a região tem teimado em não ultrapassar.
O PSD/Açores, consciente desta realidade, convocou o parlamento para um debate de urgência sobre a grave crise que se vive nos Açores apesar do governo regional - sob a batuta de Sérgio Ávila e a aprovação de Vasco Cordeiro - continuar a querer passar uma imagem de grande competência na condução dos negócios da governação.
Mas a urgência do debate não se limitou, para o PSD/Açores, a um diagnóstico da situação. Mais do que isso, apresentaram-se algumas áreas onde, desde já, o governo regional pode actuar de forma a minimizar alguns dos efeitos da crise social.
Desde logo, porque é notório que as IPSS dos Açores estão a ser levadas a um esforço extremo no auxílio às famílias em dificuldades, é necessário que a aplicação do novo modelo de financiamento não coloque essas instituições também em dificuldades. Defendemos, por isso, uma majoração transparente dos acordos de cooperação, quer em função da massa salarial que é suportada pelas IPSS e que, lembremos,  são dos maiores empregadores da Região, tendo contratado sempre com o aval governamental, quer ainda em função do património das instituições que está ao serviço da região.
O cumprimento, pelas IPSS, de uma função do Estado, não pode ser tratado como este governo tem vindo a fazer, e por isso é necessária uma abordagem mais coerente e séria com o que efectivamente está em causa e que é o apoio aos mais carenciados.
Por outro lado, na área educativa, defendemos que o Governo cumpra com o apoio e acompanhamento das crianças e jovens com necessidades educativas especiais, cujas equipas multidisciplinares ora não existem ou estão incompletas. Há jovens nos Açores prontos a ajudar neste trabalho e que são técnicos formados com qualidade que estão desempregados, porque o Governo não cumpre com esta obrigação de combate à exclusão e apoio a famílias que necessitam efectivamente deste apoio.
Para além disso, defendemos igualmente, no campo económico e empresarial, que o Governo não deixe de ter em atenção que a adjudicação de obras públicas por preços irrealistas apenas leva a dificuldades futuras e ao recurso de trabalho precário e mal remunerado, deixando as empresas açorianas, muitas vezes, impedidas de concorrer levando ao seu encerramento e a mais despedimentos.
Acresce ainda que, como urgente, fizemos igualmente notar que a falta de pagamento, por parte do governo, das dívidas para com as empresas dos Açores está a gerar mais desemprego e falências, num verdadeiro efeito de bola de neve.
Há muito a fazer, mas se pagassem o que devem, já era uma grande ajuda!

terça-feira, 15 de Abril de 2014

Aeroporto vai ter posto de atendimento ao turista já a partir de Maio


O Secretário Regional do Turismo e Transportes revelou que o Governo dos Açores contratou 25 novos colaboradores para reforçar a equipa da Rede Regional de Postos de Turismo com o propósito de alargar os horários e abrir novos espaços de atendimento.

“O Governo dos Açores reforçou com 25 novos colaboradores os postos de Turismo da Região”, afirmou Vítor Fraga, realçando que, atualmente, os Açores disponibilizam aos visitantes espaços vocacionados para a informação turística “de Santa Maria ao Corvo”.

Vítor Fraga, que visitou o Posto de Turismo de Santa Cruz, no âmbito da Visita Estatutária do Governo dos Açores à ilha Graciosa, frisou ainda que este reforço foi decidido “numa perspetiva de prestar um melhor serviço” e “um horário adequado, principalmente nas ‘entradas’ de cada uma das ilhas”.

“Já a partir do próximo mês de Maio, iremos abrir um novo ponto de atendimento ao turista na Aerogare do Aeródromo da Graciosa”, salientou o Secretário Regional, acrescentando que se trata de prosseguir a aposta estratégica de “disponibilizar um atendimento de excelência a todos quantos se dirigem aos postos de Turismo da Região”.

Com o mesmo objetivo de melhorar a qualidade do serviço prestado, a Secretaria Regional do Turismo e Transportes está a promover acções de formação para todos os colaboradores dos postos de Turismo da Região.

Detido homem na Graciosa por posse e tráfico de droga



A Esquadra da PSP de Santa Cruz da Graciosa procedeu ontem à detenção de um homem por tráfico de droga.

Segundo nota do Comando Regional,foi detido um indivíduo dosexo masculino, de 57 anos de idade, por posse e tráfico de estupefaciente.
Nesta acção foram apreendidas 200 doses individuais de haxixe.

Formalização de concessão de apoios à reabilitação de habitação degradada








Unidade de Saúde da Ilha Graciosa vai dispor de mais uma médica de Medicina Geral e Familiar


O Secretário Regional da Saúde anunciou hoje, em Santa Cruz da Graciosa, que, a partir de julho, os centros de saúde passam a poder enviar os doentes para qualquer hospital da Região, deixando de haver a referenciação geográfica anteriormente definida.

Luís Cabral, que falava no final de uma reunião com o Conselho de Administração da Unidade de Saúde da Ilha Graciosa, salientou que, num projeto piloto, os doentes desta unidade de saúde que necessitavam de determinadas intervenções cirúrgicas foram encaminhados para o Hospital da Horta, em vez do Hospital da Terceira, como estava antes definido, por se ter verificado que, deste modo, “conseguiam a realização da cirurgia em causa, com menor tempo de espera”.

Esta liberalização do hospital de referência, prevista no Plano de Ação para a Reestruturação da Saúde, garante “uma diminuição das listas de espera cirúrgicas”, uma vez que cada unidade de saúde poderá escolher o hospital que pode realizar a cirurgia no mais curto espaço de tempo.

Luís Cabral anunciou também que a Unidade de Saúde da Ilha Graciosa vai dispor de mais uma médica de Medicina Geral e Familiar e que ficou decidido que será aberto outro concurso, de modo a garantir uma resposta mais sólida em termos de apoio médico aos graciosenses.

Relativamente à deslocação de médicos, o Secretário Regional da Saúde esclareceu que não deixou de haver acompanhamento de médicos especialistas, salientando que houve uma diminuição de consultas de algumas especialidades, porque “os especialistas devem ser consultores dos médicos de Medicina Geral e Familiar, não necessitando de ter um seguimento regular dos utentes nas unidades de saúde”.

Esta situação foi abordada com os sindicatos da classe numa reunião realizada recentemente, “confirmando o que tinha sido definido na portaria publicada sobre esta questão”, frisou Luís Cabral.

Requalificação do Porto da Calheta custará meio milhão de euros


O Governo Regional dos Açores apresentou na manhã de Terça-feira o projecto de requalificação do Porto da Calheta.



A reabilitação do porto danificado em 2010, consiste na requalificação da estrutura existente, melhoria da iluminação e reconstrução do terrapleno, num valor de cerca de meio milhão de euros.

O objectivo das obras é manter a estrutura, aumentando a sua vida útil.

Luis Neto Viveiros, Secretário Regional dos Recursos Naturais disse que “esta obra de consolidação do Porto de Santa Cruz da Graciosa vai melhorar, significativamente, a sua segurança e operacionalidade, assegurando, por essa via, melhores condições de trabalho e proporcionando mais e novas oportunidades aos privados que a usarem.”

O desafio não é pescar melhor mas sim vender melhor, processo no qual é muito importante o papel das associações do sector.






O responsável pelas Pescas aproveitou a ocasião
para anunciar que o governo vai apoiar a Associação de Pescadores Graciosenses na abertura de uma peixaria em São Mateus e lançou o desafio para aproveitarem as modernas instalações que a Lota do Porto de Pescas tem disponíveis, para promover a filetagem do pescado, o que constituirá uma mais-valia para a comercialização.

Conselho de Ilha faz balanço positivo da reunião com Governo Regional


Carlos Brum, Presidente do Conselho de Ilha, disse que o encontro correu bem, com os conselheiros a serem mais reivindicativos este ano.

Ficaram satisfeitos com algumas respostas do Governo, mas sobretudo com a vontade que mostrou em resolver alguns dos problemas apresentados, embora se mantenha o descontentamento com os transportes com a Graciosa.

A atitude do Governo, de dizer claramente aquilo que não pode fazer e o motivo, é para Carlos Brum uma atitude corajosa do governo, pois é diferente do que abandonar a Graciosa, atitude que os graciosenses já sentiram na pele anteriormente.


Vasco Cordeiro, Presidente do Governo Regional, disse que há a necessidade de melhores transportes e  é essa necessidade que segundo o governante está na raiz da decisão da construção de mais dois novos navios.

O governante garantiu que estão a ser criados os instrumentos para satisfazer a necessidade de ligações da Graciosa com as outras ilhas, o que acontecerá com a execução do Plano Integrado dos Transportes.

Vasco Cordeiro reconheceu que há questões que foram levantadas por diversas vezes, mas não há nenhuma na qual se possa dizer que o governo não ligou, pois existe um compromisso e responsabilidade do Governo para com os graciosenses.

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Maioria de obras esperadas pela Graciosa só em 2015


O Governo regional dos Açores reuniu com o Conselho de Ilha Graciosa no final do primeiro dia de visita à Graciosa.

Do memorando de preocupações do Conselho de Ilha, o Governo deu a conhecer o que está a ser feito, o que virá a ser feito e aquilo que de momento não é possível fazer.

Na área da saúde, os conselheiros ouviram do secretário Luis Cabral que está a decorrer um período de adaptação das análises point-of-care, por forma a detectar problemas, para que sejam ultrapassados. Sobre as consultas de especialidade, a sua falta resultou de um novo sistema mais justo, que impede a sobreposição de vencimentos dos médicos, o que gerou contestação dos sindicatos, mas a partir de 21 de Abril retomam estas consultas na Graciosa em algumas especialidades, com médicos do Hospital da Horta, que se prontificaram a vir à Graciosa.

Ainda na saúde será aberto concurso para colocação de 2 enfermeiros, bem como 1 técnico cardiopneumologia e futuramente 1 terapeuta da fala. Está em fase de avaliação a contratação de uma médica do continente, especialista em medicina geral e familiar, vai ser aberto lugar no quadro para um fisioterapeuta e autorizados contratos com técnicos de farmácia, nutrição e serviço social.

No Turismo e Transportes, Vítor Fraga confirmou que o governo recebeu a semana passada o aval da Autoridade Marítima Nacional ao Projecto da Marina da Barra.
A nova localização do Parque de Exportação de Gado será estuda em conjunto com a Portos Dos Açores, até ao final do Verão está terminado concurso para o Piloto de Barra e a terminar está o processo de nomeação do responsável, para os serviços de ilha daquela secretaria.

Sobre as obras em estradas, Porto Afonso-Limeira será executada no 1º semestre de 2015, Santa Cruz-São Mateus no 2º semestre de 2015 e Fenais-Carapacho e Santa Cruz-Guadalupe serão alvo de pequenas intervenções.

Sobre os horários dos transportes, Vítor Fraga disse que voos da SATA estão ajustados às necessidades, mas na Atlanticoline há constrangimentos para as alterações sugeridas para as festas de Verão, no entanto o presidente da Atlanticoline virá à Graciosa tratar do assunto.

Na Secretaria Regional da Solidariedade Social, Piedade Lalanda disse que falta a última tranche no valor de 150 mil euros, do protocolo com a autarquia, para arranjo de 30 habitações e que vai ser celebrado com a Junta de Santa Cruz um protocolo, para reabilitação de 3 habitações.

Luis Neto Viveiros, dos Recursos Naturais, informou os conselheiros de que haverá pequenas obras de reabilitação na protecção costeira dos Fenais, mas no Degredo e Calheta não é possível para já, no entanto os bens das pessoas serão sempre acautelados. O plano de pormenor do Parque Industrial necessita ainda de retificações, mas será aprovado em breve e a obra do Matadouro terá concurso lançado no inicio de 2015.

No Afonso do Porto está a ser feito um projecto para melhorias nos acessos e o reabastecimento do areal da praia vai ser feito por uma empresa da Graciosa, com areia de cá, o que sai mais barato.

Na educação e cultura, Luis Fagundes Duarte anunciou que foi feito um acordo com a Academia, para que apresente 1 curso e professores habilitados, que dê diplomas aos alunos, para se conseguir o paralelismo pedagógico. A oferta pública do ensino artístico será articulada com a do privado.

 



Projecto da Adega custará 1 milhão e 140 mil euros e será executado pela Vila Jardim no prazo de 1 ano


Vasco Cordeiro, Presidente do Governo Regional dos Açores, presidiu na tarde de Segunda-feira ao lançamento da primeira pedra, da obra de remodelação e ampliação da Adega e Cooperativa da Ilha Graciosa.



O projecto tornará a Adega numa Unidade Agro-Alimentar, que se divide em quatro zonas distintas, nomeadamente a Unidade de processamento de alhos, com capacidade de produção para novos produtos, nomeadamente massa de alho e alho em pó.

 
 

Unidade de Mel e compotas, que se assemelha a uma cozinha industrial, com zonas desde a confecção, ao engarrafamento e rotulagem.

 

Com este projecto a Adega ficará dotada de uma unidade de processamento hortofrutícola, também com zonas distintas para preparação dos produtos, pesagem, embalamento, etc.

 

A quarta área é a unidade de vinificação, moderna e com todas as condições para a produção de vinho.


O projecto apresentado esta Terça-feira dotará o edifício da Adega de uma área de 1.529 metros quadrados.
O projecto, cuja empreitada foi concessionada à Empresa Vila Jardim, custará cerca de 1 milhão e 140 mil euros com apoio do ProRural e demorará 1 ano a ser executado.

Após a assinatura da acta do evento, João Picanço, Presidente da Adega e Cooperativa Agrícola da Graciosa, disse que após 52 de existência, o lançamento da obra é um momento muito importante na história da instituição.

A adega passará a ter ao dispor dos seus associados, as condições necessárias para evoluir na sua actividade e tornar-se um verdadeiro pólo de desenvolvimento agrícola da ilha Graciosa.

Vasco Cordeiro, Presidente do Governo Regional dos Açores, disse ser um gosto presidir à cerimónia de lançamento de um projecto que vai apoiar a Adega na comercialização de produtos.

Uma obra a pensar no futuro, que não é um ponto de chegada, é sim um ponto de partida para que haja um reforço das condições de competitividade e criação de emprego na Graciosa.

O governo dá as condições, mas cabe agora aos associados da Adega, cumprir com o seu papel, havendo na administração da Adega a responsabilidade de garantir que são cumpridos os objectivos deste processo.

Vasco Cordeiro frisou ainda que espera que a economia da ilha se fortaleça com este investimento.

 

Prosseguem os trâmites do concurso para abertura de segunda farmácia na Graciosa



No que se refere ao concurso para uma segunda farmácia na Graciosa, o Secretário Regional da Saúde informou que, após o fim do prazo de reclamações, está a ser ultimada a lista final para que seja homologada.

Tendo em conta que a Secretaria Regional continua a receber queixas de cidadãos da Graciosa devido à incapacidade da atual farmácia em dispensar os medicamentos necessários, Luís Cabral salientou que “foi decidido aceitar um pedido formulado pela Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo no sentido de instalar um Posto Farmacêutico em termos provisórios”.

 

Governo Regional já chegou à Graciosa



 





Conselho de Ilha pede que governo tenha mais consideração pelas suas preocupações

 

O Conselho de Ilha reuniu na tarde de Sexta-feira, para preparar os assuntos que serão debatidos no encontro com o Governo Regional, durante a visita estatutária desta semana.

Na área da saúde, os conselheiros pedem o adiamento da implementação das análises point of care; a resolção do problema da deslocação de especialistas; a contratação de 1 médico, 2 enfermeiros, 1 técnico cardiopneumologista, 1 terapeuta da fala, a regularização da situação dos técnicos de farmácia, nutrição e serviço social, bem como ponto de situação da contratação de fisioterapeutas.

À Secretaria Regional de Turismo e Transportes será pedido o lançamento do concurso para construção da Marina; a nova localização para o parque de exportação de gado em S. Mateus; contratar piloto de barra e reparação das estradas Porto Afonso-Limeira, Fenais-Carapacho, Santa Cruz-Guadalupe e Santa Cruz-São Mateus.

Ao secretário Vítor Fraga serão ainda pedidas decisões imediatas relativas aos horários da SATA, para que se estabilize os horários e ajustar o horário da Atlanticoline, tendo em conta as maiores festas de Verão. Não menos importante para o Conselho de Ilha é a desorganização que se verifica nos serviços de ilha desta secretaria, pedindo a nomeação de um responsável, capaz para aquela função.

Na área da solidariedade social, os conselheiros sugerem novo contrato ARAAL com a Câmara Municipal, para recuperação de habitações de famílias, que não se enquadrem nos apoios previstos na lei e ainda alargar programas de integração de desempregados e maior responsabilidade por parte das entidades, tal como se passa com o Estagiar.

Na área dos recursos naturais, o Conselho de Ilha considera urgente aprovar o projecto do Parque Industrial da Câmara Municipal, consolidação da protecção dos Fenais, Corpo Santo e Degredo. Nos caminhos agrícolas destaca-se a pavimentação das canadas do Bairo e Guardas, correcção da curva dos picheleiros, canada Jorge Nunes e execução da 3ª fase de Barreiro-Vales.

Na agricultura é importante para a ilha Graciosa lançar a obra do Matadouro e criar uma protecção ao preço do leite, que já é mais baixo nesta ilha.

Os conselheiros vão questionar sobre o Projecto Younicos que ainda não avançou, reabilitação da muralha de S. Mateus, execução do projeto da proteção e ampliação do areal, bem como o seu reabastecimento até ao final do mês de Maio e pedir mais uma vez a recuperação de Afonso do Porto.

Na educação, ciência e cultura os conselheiros sugerem que se elabore um projecto funcional para a Escola Básica e Jardim de Infância de São Mateus, que seja clarificada a situação da Escola de Música da Academia, bem como do ensino artístico na ilha e que se repense a situação do 1º ciclo, de modo a reorganizá-lo de forma a melhorar o sistema de ensino.

 

No encontro extraordinário, que durou 3 horas, os conselheiros avaliaram as faltas em todos os sectores, de modo a apresentar ao governo as reivindicações para a ilha.

Carlos Brum, presidente do Conselho de Ilha, manifestou a falta de consideração que os conselheiros sentem por parte do Governo Regional, pois há uma série de assuntos para os quais alertam há muito tempo, como é o caso dos transportes marítimos e aéreos.

A área da saúde também provoca alguma preocupação nos conselheiros.

O Conselho de Ilha mostra ainda grande preocupação com o facto de investimentos, até de décadas, estarem esquecidos, como é o caso da protecção da orla costeira e estradas.

Os conselheiros mostraram preocupação com esta situação, pois Santa Cruz está quase ao nível do mar e está a ser protegida por uma protecção que data do século XVIII, sendo por isso necessário medidas de protecção, de modo a prevenir problemas sérios para os graciosenses.

Carlos Brum espera que se ouça mais o Conselho de Ilha, pois se as suas reivindicações já tivessem sido ouvidas, não se tinha chegado ao ponto em que estamos.

 

 

 

Contas da Câmara Municipal aprovadas por maioria


O Executivo de Santa Cruz da Graciosa aprovou por unanimidade a 1ª revisão orçamental, com reforços nas receitas de 92.390 euros e nas despesas de 123.890 euros e anulações de 31.500 euros.

A prestação de contas de 2013 foi aprovada por maioria, com 2 votos a favor do PS e 2 abstenções do PSD.

Os documentos apresentam em "recebimentos" e "pagamentos" o total de 4.978.933,79 euros. Transitam para a conta de gerência de 2014 um total de 174.844,22 euros.

Estes documentos serão enviados à Assembleia Municipal para análise e eventual aprovação.


 

 

Câmara Municipal aprovou apoio de 30 mil euros para festas concelhias




O Executivo Municipal de Santa Cruz da Graciosa reuniu Quinta-feira nos Paços de Concelho.

No período antes da ordem do dia, o vereador do PSD, António Reis, questionou sobre o ponto de situação do Parque Industrial. A vice-presidente Conceição Cordeiro esclareceu que aguardam parecer da Direcção Regional do Ambiente, para além de que há necessidade de adquirir mais dois terrenos, estando as propostas já a ser negociadas com os proprietários.

 

 


No período da ordem do dia, foram aprovados por unanimidade os acordos de delegação de competências para as juntas de freguesia, que serão ainda enviados às 4 juntas de freguesia e Assembleia Municipal para aprovação.

Foram ainda autorizados apoios à natalidade, ratificação de um despacho para aquisição de uma salva de prata oferecida no jantar de convívio do Graciosa Comunity Center de Toronto e ainda espectáculo de circo para crianças e jovens.

O clube desportivo escolar Ilha Branca foi apoiado com 100 euros, com vista a viagem de finalistas e foi aprovado o evento de comemoração do 25 de Abril, com sardinhada e concerto no Centro Cultural.

O prazo de conclusão da empreitada Rochela-Lagoa foi prorrogado para 16 de Maio próximo.

Na ordem do dia da reunião camarária destacou-se a aprovação por unanimidade, de um subsídio de 30 mil euros à Associação de Promoção e Desenvolvimento da Ilha Branca.
Esta verba destina-se a cobrir as despesas com os eventos musicais e taurinos das festas concelhias.
O vereador António Reis manifestou-se no final da votação para justificar o seu voto a favor, por lhe ter sido garantido pela vice-presidente que seria solicitado um relatório, das despesas com as festas pela referida associação, após a sua conclusão.

 

 


 

Deputados do PSD alertam que governo está a agravar os problemas das ilhas sem hospital ao impor as análises point of care



O PSD/Açores condenou a recente decisão do governo regional de encerrar os laboratórios de análises clínicas nas Unidades de Saúde de ilha a partir das 16h00, substituindo aqueles serviços por sistemas point of care”, por se tratar de mais uma opção, na área da Saúde, “que vai provocar grandes constrangimentos aos açorianos das ilhas onde não há hospital”, disse o deputado eleito por São Jorge, António Pedroso.

O social-democrata deu voz aos restantes parlamentares, das ilhas Graciosa, Santa Maria, Pico, e Flores, presentes numa conferência de imprensa onde aquela decisão, “que ainda não foi devidamente explicada pelo governo regional, nos preocupa profundamente, pois aparenta estar a ser implementada contra a opinião dos corpos clínicos das unidades de saúde”, frisou.

“O sistema point of care contempla a realização de um número reduzido de análises, dificultando a capacidade de diagnóstico dos médicos perante os doentes na urgência, colocando em risco a sua segurança e podendo aumentar as evacuações para os hospitais regionais”, explicou António Pedroso.

Segundo o deputado, a decisão “também sobrecarrega os enfermeiros, que ficam obrigados a desempenhar mais uma tarefa”, avançou, frisando que “estas críticas não se tratam de uma opinião política do PSD/Açores sobre a decisão do governo regional, mas da posição assumida pelos corpos clínicos das Unidades de Saúde”.

António Pedroso lembrou que a instalação de laboratórios de análises nas unidades de saúde regionais foi sempre anunciada pelo PS “como uma medida a pensar nas pessoas”, mas que agora “o governo socialista chegou ao ponto de, entre assegurar a saúde dos açorianos ou cortar nos serviços, optar sempre por cortar nos serviços que são prestados aos açorianos”.

Para o PSD/Açores esta é uma posição “inadmissível”, tanto mais que “foi escondida dos açorianos e que não resulta em qualquer poupança para o Serviço Regional de Saúde. O PS nunca afirmou a intenção de encerrar os laboratórios, nunca anunciou a reducão das deslocações de especialistas, e nunca anunciou medidas de austeridade no setor da Saúde, medidas que vão baixar a qualidade dos seus serviços”, frisou.

Governo inicia hoje visita à ilha Graciosa sem novidades sobre o início da construção da Marina da Barra




O Governo Regional inicia hoje a visita estatutária 2014 à Graciosa com o seguinte programa:

 

11H00 - Chegada da comitiva do Governo Regional ao Aeroporto da Graciosa.

 

11H30 - A Secretária Regional da Solidariedade Social reúne-se com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Santa Cruz da Graciosa, na Escola Básica e Secundária, no caminho do Rebentão, em Santa Cruz.

 

- O Secretário Regional da Saúde reúne-se com a Direção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Graciosa, no quartel dos bombeiros, no Charco da Cruz, em Santa Cruz.

 

- O Secretário Regional dos Recursos Naturais reúne-se com as direções das associações agrícolas da ilha Graciosa, no Serviço de Desenvolvimento Agrário da Graciosa, na rua Eng Miranda, em Santa Cruz.

 

12H00 - O Secretário Regional da Educação, Ciência e Cultura reúne-se com a Direção da Academia Musical da Ilha Graciosa, na Escola Básica e Secundária da Graciosa, no caminho do Rebentão, em Santa Cruz.

 

14H00 - O Presidente do Governo preside à cerimónia de lançamento da primeira pedra da obra de remodelação e ampliação da Adega e Cooperativa Agrícola da Ilha Graciosa, no Charco da Cruz, em Santa Cruz.

 

15H00 - O Vice-Presidente do Governo Regional visita a Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa.

 

- A Secretária Regional da Solidariedade Social reúne-se com o Núcleo Local de Inserção do Rendimento Social de Inserção, no Centro Social e Paroquial Nossa Senhora da Luz, na Freguesia de Luz (rua da Igreja).

 

- O Secretário Regional da Educação, Ciência e Cultura visita o Museu da Graciosa, em Santa Cruz.

 

- O Secretário Regional do Turismo e Transportes visita o Posto de Turismo de Santa Cruz da Graciosa (praça Fontes Pereira de Melo).

 

- O Secretário Regional dos Recursos Naturais reúne-se com a Direção da Adega e Cooperativa Agrícola da Ilha Graciosa, no Charco da Cruz, em Santa Cruz.

 

16H00 - O Vice-Presidente do Governo Regional visita a empresa Vila Jardim - Construção e Reparação de Edifícios Lda, em Santa Cruz (caminho dos Terreiros).

 

- A Secretária Regional da Solidariedade Social visita a obra de construção da Creche, Jardim de Infância e Centro de Atividades Ocupacionais da Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz da Graciosa, em Santa Cruz (caminho dos Funchais).

 

- O Secretário Regional dos Recursos Naturais reúne-se com a Direção da Associação Equestre Graciosense, no Picadeiro António Maria, em Santa Cruz (caminho dos Funchais).

 

17H00 - Reunião do Governo Regional com o Conselho de Ilha, na Biblioteca Municipal de Santa Cruz da Graciosa, na Praça Fontes Pereira de Melo

 

21H00 - Reunião do Conselho do Governo, no Graciosa Resort & Business Hotel, na Barra, em Santa Cruz.

 

 

 

No Voleibol, equipas do Santa Cruz com resultados menos positivos na Terceira



No voleibol, a equipa feminina do Santa Cruz Sport Club foi à Terceira para disputar duas jornadas com a Fonte do Bastardo.

No primeiro jogo a equipa graciosense perdeu por 3-0, com parciais de 25-17, 25-21 e 25-16.

No segundo jogo, na manhã de Sábado, vitória da equipa graciosense por 1-3 e parciais de 25-11, 20-25, 25-19 e 25-18.

A equipa do Santa Cruz depende agora de terceiros, para saber se ficou em 2º ou 3º lugar da II Divisão de Voleibol Feminino.

 

Também na Terceira esteve a equipa feminina de juvenis, que até agora não conseguiu levar de vencida nenhuma das equipas adversárias.

Na primeira volta o Santa Cruz perdeu por 3-1 com a Adrep, 3-2 com o Calheta e 3-0 com a Fonte do Bastardo.

Twitter Facebook Favorites More