Traduzir

30 novembro 2019

Resumo Semanal de 25 a 29 de Novembro de 2019

Windmills Trail Run deixou atletas rendidos à beleza da ilha Graciosa


Miguel Arsénio foi o vencedor da 1ª edição do Windmills Trail Run da Ilha Graciosa, ao percorrer os 40 Km de prova pelos trilhos da Ilha Graciosa, em 3 horas 21 minutos e 54 segundos.
Em segundo ficou Luis Semedo, vencedor dos últimos dois anos e em terceiro lugar, o açoriano Dário Moitoso, Campeão em título.
O grande vencedor estava completamente satisfeito, não só com o resultado da prova em si, mas também com o que viu na Graciosa, com paisagens de grande beleza.
Em femininos, a vitória foi para Paula Soares, de Amarante, em segundo ficou Andreia Correia e em terceiro Lúcia Franco.
A primeira mulher a cortar a meta da prova, competiu pela segunda vez nos Açores e da prova deste ano, na Graciosa, destaca a descida à Furna do Enxofre.
Foram 132 atletas em prova, 90 dos quais disputaram a final da Taça de Portugal de Trail, em 40 quilómetros de trilhos, com descida à Furna do Enxofre. 
Houve atletas graciosenses que se estrearam nesta modalidade, um deles foi Luis Vasco Silva, que completou a prova. O atleta Graciosense disse que se trata de um desporto duro, que dá a conhecer a ilha de uma forma diferente.
O WindMills Trail foi a primeira experiencia desta modalidade na Graciosa, aliando desporto de natureza ao turismo, pois numa altura de época baixa trouxe movimento à Graciosa.
O 'Azores Windmills Trail Run' terminou com balanço positivo e Governo espera retorno para o turismo da ilha.





Assembleia Municipal aprovou por maioria o plano e orçamento para 2020

No encontro destacou-se na ordem de trabalhos, a aprovação Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2020, documento que contempla, tanto na receita, como na despesa um valor de 5 milhões, 367 mil e 602 euros.
Na apresentação do documento o Presidente da Câmara destacou os investimentos nos apoios às famílias, empresas, educação, associativismo e cultura. Em obras, destaca-se a conclusão do parque empresarial, da requalificação do centro histórico e início da 3ª fase da rede de águas-Tanque. Canadas e rede viária, caminho velho do Quitadouro, canil municipal, início do passeio marítimo Santa Catarina e colocação de sintético no campo de treinos de Santa Cruz são outros investimentos previstos. Destaca-se ainda os primeiros passos na revisão do PDM, aquisição de uma viatura elétrica e duas para recolha de resíduos, modernização dos serviços administrativos e rede informática, bem como os acordos de colaboração com as juntas de freguesia.
O documento foi aprovado por maioria, com votos a favor do PS e votos contra do PSD.
A oposição justificou o voto contra, “por considerarem que a Graciosa não pode suportar, mais orçamentos fictícios” e alertou que de “nada serve ter um documento recheado de promessas que não são para cumprir, em que obras fundamentais para o futuro da nossa ilha, são adiadas de orçamento em orçamento”. O grupo municipal do PSD criticou ainda “projetos megalómanos, como é o exemplo de um canil de 360 mil euros, o qual se conseguia fazer com sensivelmente metade desse valor e com o valor restante, partir para outro projecto”.
Já o PS entende que orçamento cumpre os programas eleitorais e destaca uma “notória uma aposta na modernização administrativa”. Os socialistas não concordam com “a visão do PSD sobre as execuções e o cumprimento dos compromissos eleitorais” e demonstram isso com números, “nos últimos 8 anos de gestão do PSD na Câmara a taxa média de execução era de 60,64%, enquanto nos 8 anos seguintes, já da responsabilidade do Partido Socialista, essa mesma taxa média atingiu os 86,14% e em 2018 foi de 85,02%”.”




Assembleia Municipal aprovou impostos a cobrar em 2020

Por unanimidade, os deputados municipais votaram que, no próximo ano, continuem sem ser cobrada a derrama no Concelho de Santa Cruz da Graciosa, mantendo esta ajuda às empresas graciosenses.
O IRS com uma variação de 3%, o IMI familiar e a taxa de direitos de passagem também foram aprovados em Assembleia Municipal de Santa Cruz da Graciosa.





João Costa alerta que “taxa de risco de pobreza nos Açores continua a ser mais do dobro da média nacional”

O deputado do PSD Açores, João Bruto da Costa, criticou “a leitura apresentada pelo governo regional do Plano e Orçamento para 2020 (PO2020)”, lembrando que, “enquanto o vice-presidente [Sérgio Ávila] fazia uma intervenção baseada em realidade virtual, o INE publicava no seu site que a taxa de risco de pobreza nos Açores subiu de 31,5 para 31,8, com a média nacional a baixar de 17,3 para 17,2”.
João Bruto da Costa lembrou que, na Região, “um em cada três açorianos é pobre. E em cada nove pessoas uma está em privação material severa”
 Sobre o PO2020 em discussão, o deputado acusou a tutela de uma “crónica falta de investimento direto nas pessoas, numa ausência de verdadeira sensibilidade social, e uma enorme incompetência para cumprirem com o desígnio de fazer dos Açores um território socialmente coeso e sustentável”.
O deputado do PSD eleito pela Graciosa, afirmou ainda que o “poder socialista criou uma rede de dependência económica e social sem paralelo na União Europeia. E é por isso que irão terminar mais uma legislatura de poder absoluto onde falta investimento direto nas pessoas”.




João Gil Silva integra selecção de Sub 17 da AFAH

O jogador Graciosense foi convocado para a Seleção da Associação de Futebol de Angra do Heroísmo (AFAH) que vai disputar o Torneio Regional Interassociações de Futebol 11 Sub-17 entre 29 de Novembro a 1 de Dezembro.
Nesta última chamada à Seleção de Sub17, João Gil integra o grupo de 18 atletas dos clubes Lusitânia, Praiense, Angrense, Lajense, FC Calheta e Graciosa FC.
O Torneio que conta com a participação das três Associações dos Açores, é organizado pela Associação de Futebol de Angra do Heroísmo e será disputada com seis jogos distribuídos por quatro campos da ilha Terceira.





Autarca de São Mateus alerta Câmara Municipal para problemas da freguesia

O último encontro de Novembro, do Executivo Camarário de Santa Cruz da Graciosa decorreu na Junta de Freguesia de São Mateus.
No final do encontro, o autarca de São Mateus alertou para algumas situações que continuam a carecer de resolução.
Manuel José Ramos alertou que não foi tomada qualquer medida para resolver a situação urgente do Caminho Velho do Quitadouro e solicitou a colocação de papeleiras no centro urbano da freguesia.
Na resposta, o Presidente da Câmara Municipal, Manuel Avelar Santos, informou que a solução para o Caminho Velho do Quitadouro está a ser analisada e reconheceu a urgência da situação. O Município vai colaborar com a Junta de Freguesia de São Mateus na colocação de papeleiras no centro da freguesia.





PS e PSD apresentam propostas para a Graciosa

José Ávila, Manuel José Ramos e Ricardo Ramalho, parlamentares do Partido Socialista, apresentaram na sede do Parlamento Regional, cinco propostas de alteração ao Plano de Investimentos para 2020, que esperam ver aprovadas na votação na especialidade.
As propostas prevêem um reforço de 30 mil euros para terminar o caminho agrícola Barreiro / Vales e outros 30 mil euros para a deslocalização do parque de embarque e balança de pesagem de gado.
Os parlamentares Graciosenses propõem uma verba de 25 mil euros destinada ao levantamento dos prédios e o respetivo registo para o parque de campismo do Carapacho. Na área dos transportes, introduziram um reforço nas verbas destinadas ao Porto da Praia para o estudo do reordenamento e execução do projeto da Gare Marítima de Passageiros. Por fim, vão propor o reforço de 40 mil euros para a construção de um miradouro junto ao Ilhéu da Baleia.
O PSD leva a votação medidas que considera fundamentais para a Ilha Graciosa, nomeadamente reforços de 105 mil euros para a Marina da Barra, 25 mil euros para a Academia Musical da Ilha Graciosa, 25 mil euros para requalificação o Parque de Campismo do Carapacho, 50 mil euros para a certificação da iluminação noturna do Aeródromo da Ilha Graciosa, 25 mil euros para obras no Porto Comercial da Praia e 30 mil euros para a Requalificação do Afonso do Porto.




José Ávila e João Costa trocaram acusações no debate do Plano e Orçamento para 2020

No debate do Plano e Orçamento da Região para 2020, dois deputados eleitos pela Graciosense protagonizaram um debate mais intenso sobre as politicas públicas na ilha.
João Costa, do PSD acusou o governo de falhar com a Graciosa, confrontando o PS com as “promessas por cumprir há muitos anos como o caso do mercado interno que é fundamental para desenvolvimento da nossa agricultura e pescas”. O deputado Graciosense que é também vice-presidente da Bancada PSD alertou ainda para problemas com o serviço de saúde, nomeadamente os tempos de espera.
José Ávila, vice-presidente da bancada PS, acusou o deputado do PSD de "puxar a Graciosa para baixo" e de ter “habilidade” de trazer ao debate questões que são sempre transversais.
O deputado socialista disse que há mais consultas de especialidade e disse que a Graciosa tem se desenvolvido, precisando de “ideias”.
O debate subiu de tom quando João Costa afirmou que o que está em causa são os problemas da Graciosa e acusou José Ávila de lhe fazer sempre ataques pessoais, quando o que interessa é a ilha.
José Ávila acusou João Costa de fazer requerimentos, que tem como objetivo “confundir os graciosenses” e afirmou que com essa atitude “nunca contará” com ele pois considera que não é assim que se “puxa a Graciosa para cima”.





Câmara Municipal aprovou subsídios

Por unanimidade, foram aprovadas 6 candidaturas de apoio à natalidade, correspondendo ao nascimento crianças o concelho.
Por maioria, com abstenção do PSD, foram aprovados subsídios às colectividades e organizações da ilha no valor total de 40 mil 582 euros. Os vereadores do PSD justificaram a sua posição de abstenção, tal como em aprovações anteriores, com a sua não inclusão na comissão de análise.
Por unanimidade, foi aprovado apoio ao Widmills Trail Run, nomeadamente um subsídio de 4 mil e 200 euros ao Graciosa Futebol Club, para realização do jantar de entrega de prémios deste evento.




Twitter Facebook Favorites More