Traduzir

02 novembro 2018

Parque Natural da Graciosa continua celebração dos 10 anos da sua criação

O Parque Natural da Graciosa, celebra este ano 10 anos da sua criação, bem como do Galardão  Reserva da Biosfera.
O aniversário será comemorado, no próximo dia 5 de Novembro, a partir das 20h30, na Biblioteca Municipal de Santa Cruz da Graciosa com a exibição de um documentário e uma tertúlia com Pedro Raposo e Verónica Neves.

Localizado no Monumento Natural da Caldeira da Graciosa, o Centro de Visitantes da Furna do Enxofre (CVFE) é o núcleo da Reserva da Biosfera e do Parque Natural da Graciosa, funcionando também como porta de entrada para a Furna do Enxofre. A Caldeira da Graciosa está incluída no Monumento Natural Regional da Caldeira da Ilha Graciosa que se integra na Rede Regional de Áreas Protegidas. Esta área protegida inclui a maior área florestal da ilha.
A orla costeira da ilha Graciosa apresenta um acentuado recorte que dá lugar à formação de interessantes baías. É predominantemente rochosa, com pequenas áreas arenosas. Apresenta também ilhéus a curta distância com elevada importância paisagística e natural, por constituírem importantes habitats de nidificação para aves marinhas. Servem também de áreas de descanso/passagem (staging) de aves migratórias. Destaca-se nesse papel o Ilhéu da Praia que é um dos maiores e com maior diversidade aves nidificantes dos Açores.
A ilha Graciosa apresenta um diversificado património vulcanológico que inclui cavidades vulcânicas, grutas lávicas e algares e uma marcada geodiversidade paisagística.
A ilha Graciosa apresenta uma riqueza significativa de flora terrestre endémica, contando com 60 espécies endémicas, das quais 40 são endemismos dos Açores e 20 endemismos da Região Macaronésica. A fauna invertebrada conta com 33 artrópodes terrestres endémicos dos Açores e 13 endémicos da Região Macaronésica.
Estão também registados 15 endemismos açorianos para os moluscos terrestres e 2 endemismos macaronésicos. Em termos de avifauna, estão registadas 9 subespécies endémicas dos Açores e uma subespécie endémica da Macaronésia, nidificantes na ilha. A Reserva da Biosfera proposta, apresenta áreas de importância internacional por nidificarem espécies raras e sensíveis de aves sendo muitas delas incluídas no Anexo I da Diretiva Aves da União Europeia. Salienta-se ainda a presença de duas espécies de morcegos, uma espécie endémica dos Açores e outra endémica da Macaronésia.


Twitter Facebook Favorites More