Traduzir

13 julho 2018

Professores graciosenses reivindicam uso da autonomia regional para recuperação do tempo de serviço

 O Governo dos Açores foi confrontado, na tarde de Quarta-feira, com uma manifestação de cerca de 30 professores em frente à Escola Secundária de Santa Cruz da Graciosa.
Vestidos de preto e em silêncio, os professores reivindicaram que o executivo faça uso da autonomia constitucional, na recuperação do tempo de serviço, à semelhança do que foi feito na Região Autónoma da Madeira.
A greve dos professores de serviço às reuniões, que decorre desde a primeira semana de Junho, reivindica a validação da totalidade do tempo de serviço congelado, alteração das normas de transição entre carreiras, limitação da contratação sucessiva de docentes, redução da componente letiva de trabalho e pela definição de condições específicas de aposentação.
O Secretário Regional da Educação reitera que a região vai adotar a decisão que for tomada a nível nacional, através de acordo que venha a ser estabelecido, entre governo da república e organizações sindicais.
Avelino Meneses, disse que na tarde de Quarta-feira foi retomado o diálogo entre professores e a tutela.
O Secretário da Educação, Avelino Menezes, também já foi confrontado a 3 de Julho com uma manifestação de várias dezenas de professores, que o assobiaram à entrada da Escola Básica e Integrada dos Arrifes, no concelho de Ponta Delgada.

Foto: TCF

Twitter Facebook Favorites More