Traduzir

06 julho 2018

Governo decidiu medidas de apoio aos agricultores para minimizar efeitos da seca

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou que o Governo dos Açores vai ajudar os agricultores a minimizar os efeitos da seca que se verifica no arquipélago através do apoio à importação de alimentos e de uma ajuda à quebra da produção de milho forrageiro e de hortícolas.
Após reunião com a Federação Agrícola dos Açores, João Ponte adiantou que o Executivo Regional vai apoiar diretamente a importação de 20 mil toneladas de alimento para os animais, valor que duplica face a anos anteriores, estimando-se um investimento de cerca de dois milhões de euros.
Desta forma, salientou o Secretário Regional, os agricultores vão poder gerir de forma diferente os alimentos que têm disponíveis para os seus animais nos próximos meses.
João Ponte revelou ainda que será aberto nos próximos dias um período para que os agricultores se possam candidatar às ajudas para serem compensados pelos prejuízos sofridos ao nível da produção de milho forrageiro e de hortícolas, cabendo depois ao Governo “avaliar, caso a caso, as situações dos agricultores que apresentam manifestos prejuízos”.
O governante adiantou que só serão considerados prejuízos de perdas de produção a partir de 25% e as candidaturas deverão abrir "nos próximos dias".
Já na semana passada, João Ponte disse que o grau de dificuldade “é diferente de ilha para ilha”, mas que, um pouco “por todas as ilhas, há casos que vão precisar de atenção”, sendo que as ilhas Terceira, Graciosa e Santa Maria “são as situações mais complexas”.



Twitter Facebook Favorites More