Traduzir

21 abril 2017

Resumo Semanal de 17 a 21 de Abril de 2017

APAV Açores promoveu eventos formativos na ilha Graciosa

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), a par do atendimento a vítimas de crime, tem desenvolvido um trabalho no que toca à consciencialização e sensibilização de diferentes públicos, sobre as mais diversas temáticas relacionadas com o crime e a violência.
Neste sentido, a APAV Açores deslocou-se à Graciosa, nos dias 19 e 20 de Abril de 2017, a fim de promover vários eventos formativos, direccionados aos jovens, à população idosa, bem como a profissionais de diferentes áreas.
Na EB1/JI de Santa Cruz serão dinamizadas ações de informação/sensibilização sobre a Prevenção da Violência Sexual, que têm como principal objetivo dotar os participantes de informação sobre as diferentes formas de violência e sensibilizar para as estratégias de prevenção a adotar.
A par destas ações com os jovens, será dinamizada no dia 19 de Abril, das 10h00 às 12h00, uma ação de informação/sensibilização sobre Pessoas Idosas Vítimas de Violência Doméstica, dirigida à população idosa da ilha. No dia 20 de Abril, das 10h00 às 13h00, será também ministrado um Workshop sobre Crianças e Jovens Vítimas de Crime e Violência, dirigido a profissionais de diferentes áreas de atuação.
Com o apoio da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, o Auditório do Centro Cultural da Ilha Graciosa foi o local escolhido para albergar estas iniciativas.
Entre os dias 20 de Abril e 20 de Maio o átrio do Tribunal Judicial da Comarca dos Açores - Juízo de Competência Genérica de Santa Cruz da Graciosa acolherá a exposição itinerante da APAV “10 Anos, 10 Campanhas”.






Ação de formação “Inovar as Artes e Ofícios dos Açores” de 8 a 13 de Maio para artesãos da Graciosa

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA), promove, de 17 a 22 de abril, a realização, em Ponta Delgada, da primeira ação de formação “Inovar as Artes e Ofícios dos Açores”, no âmbito do projeto "Artesanato Capacitar pela Inovação - Craft & Art", criado com o objetivo de melhorar a competitividade das pequenas e médias empresas.
Esta iniciativa de âmbito regional, desenvolvida em parceria com a GRATER, pretende, desta forma, contribuir para o desenvolvimento de projetos de inovação assentes nas artes e ofícios tradicionais mais emblemáticos das nove ilhas, desde os bordados às rendas, passando pelas fibras vegetais, escamas de peixe, cerâmica e tecelagem.
Depois desta formação destinada a artesãos de São Miguel e de Santa Maria, o projeto prossegue na ilha Terceira, de 8 a 13 de maio, para artesãos da Terceira e da Graciosa, e na ilha do Pico, de 29 de maio a 3 de junho, para artesãos do Pico, São Jorge, Faial, Flores e Corvo.




Dormidas aumentaram 10,6% entre Janeiro e Fevereiro

Na Região Autónoma dos Açores, no mês de fevereiro, os estabelecimentos hoteleiros registaram 73,4 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo de 14,3%.
Em termos de variações homólogas acumuladas, de janeiro a fevereiro, todas as ilhas apresentaram variações homólogas positivas, à exceção da Terceira que manteve um valor idêntico ao mesmo período do ano anterior: Corvo, Flores, Faial, São Jorge, Pico, São Miguel, Graciosa e Santa Maria, apresentaram respetivamente variações de, 55,5%, 50,9%, 28,9%, 25,8%, 21,4%, 12,2%, 10,6% e 1,9%.
Os dados do Serviço Regional de Estatística indicam que de Janeiro a Fevereiro, a hotelaria graciosense registou 1.933 dormidas, o que se traduz num variação homóloga positiva de 10,6% em comparação com o mesmo período de 2016.
O mês de Fevereiro foi este ano francamente melhor, do que o mesmo mês do ano passado, com 1.074 dormidas e um aumento de 31,5%.
No segundo mês de 2017, a taxa de ocupação cama foi de 21,2% e a estada média foi de 3,04 noites.
Nos primeiros dois meses deste ano na Graciosa, os proveitos totais foram de 73.839 euros, os proveitos da restauração 16.573 euros e proveitos por aposento de 57.266 euros.



Pesca descarregada diminuiu 178% em Março

O volume de pescado descarregado na Graciosa diminuiu 178 %, no passado mês de Março, conforme indicam os dados do Serviço Regional de Estatística.
Os pescadores da Graciosa capturaram, no mês transato 7.459 Kgs de peixe, menos 13.283 Kgs, do que os 20.742 Kgs de março de 2016.
De acordo com o Serviço Regional de Estatística dos Açores, nos primeiros 3 meses deste ano foram entregues na lota da Graciosa apenas 18.291 Kgs de peixe, que renderam 182.710 euros.
Nos últimos 3 meses, o goraz foi a espécie mais capturada com cerca de 9.468 Kgs, sendo o peixão a segunda espécie mais pescada com um total 1.368  Kgs.






Câmara Municipal esclarece que houve erro de secretaria

No fim do dia de Terça-feira, foi emitida uma notícia intitulada “Presidente do município emite parecer em nome do Conselho de Ilha da Graciosa”, no jornal online Mais Central, noticiando que “o presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz emitiu um parecer, solicitado pela Assembleia Legislativa Regional, em nome do Conselho de Ilha da Graciosa sobre uma iniciativa parlamentar apresentada pelo PSD/Açores.”
Referiu a noticia que “em causa está um parecer solicitado pela Comissão Parlamentar de Assuntos Sociais (CAS) sobre o Projeto de Resolução “Incentivos à fixação de professores”.
A Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa emitiu um esclarecimento em que explica que o Presidente da Câmara “deu um parecer em seu nome e não em nome do Conselho de Ilha, como sugere o título da notícia”. Diz ainda a comunicação que “de facto, os serviços da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa deram entrada, erradamente, de um ofício destinado ao Presidente do Conselho de Ilha, confusão originada pelo facto de ser utilizada a mesma morada postal nos ofícios enviados para estas duas entidades.”
Assim o Presidente da Câmara, “confiando nas indicações dos serviços, emitiu um parecer que julgava ter-lhe sido pedido, com base na análise da proposta que já havia feito para a sua participação na Assembleia de Escola, na qual tem assento.”
Detetado este erro, o Presidente da Câmara “mandou verificar internamente o circuito deste documento para corrigir a situação, comunicou esse facto à Senhora Presidente da Comissão dos Assuntos Sociais e ao Presidente do Conselho de Ilha, assumindo a responsabilidade pelo erro, lamentando os inconvenientes que tal facto possa ter originado e solicitando à referida Comissão que dê novo prazo ao Conselho de Ilha para que este possa emitir o respetivo parecer, repondo, assim, a normalidade neste caso.”





João Costa insiste na inclusão da Graciosa na Linha Lilás da Atlanticoline

O deputado do PSD voltou a falar no assunto, no âmbito do debate sobre transportes, que se realizou ontem na Assembleia Regional, onde decorre plenário de Abril.
O deputado graciosense disse que os graciosenses tem uma reivindicação de longa data, que é transportes aéreos e marítimos “em condições”, mas em relação aos marítimos destacou o fato da Linha Lilás não continuar a tocar a Graciosa. O deputado destacou que os vários setores de economia da ilha defendem que a ilha deve fazer parte dessa linha.
João Costa afirma que “há má vontade” do governo e do partido socialista em reconhecer as dificuldades da Graciosa.






Aberto período de candidaturas ao Prorual +

A GRATER - Associação de Desenvolvimento Rural, tornou público que se encontra aberto o período de apresentação de pedidos de apoio à Medida 19 – Apoio ao desenvolvimento local de base comunitária (DLBC) LEADER, Submedida 19.2 – Apoio à realização de operações no âmbito da estratégia de desenvolvimento local (EDL) da GRATER, intervenção 6.4.
As candidaturas referem-se a investimentos na criação e desenvolvimento de atividades não agrícolas, do Programa de Desenvolvimento Rural para a Região Autónoma dos Açores 2014-2020 (PRORURAL +).


Twitter Facebook Favorites More