Traduzir

02 outubro 2020

Candidatos do PSD querem novas políticas que promovam a economia graciosense e manter voos diretos com S. Miguel

Os candidatos do PSD pela ilha Graciosa reuniram com o núcleo empresarial da Graciosa, para abordar temas como os transportes, o emprego, a economia e a fixação de pessoas na ilha.
O cabeça de lista, João Bruto da Costa, reafirmou que “o PSD tem políticas alternativas para combater o despovoamento e que são transversais. Queremos dar condições aos nossos empresários para investir e para isso temos de ter uma rede de transportes eficiente e criar um mercado interno que valorize e diversifique a produção local”, disse.
Para o PSD é de extrema importância que se aposte numa nova política que atraia pessoas, em especial os nossos jovens, a fixar-se na ilha trazendo maior conhecimento e ajudando a nossa economia. João Bruto da Costa realçou que o PSD pretende uma “nova política de habitação que reforce o apoio ao arrendamento jovem e à aquisição de habitação por jovens e que promova a sua fixação na ilha Graciosa”.
O PSD quer ainda fazer das atuais dificuldades novas oportunidades como por exemplo apostar na transição digital, com cobertura total da ilha pela fibra ótica e dar mais incentivos para que nesta nova realidade de trabalho à distância a Graciosa seja um destino atrativo e compensador para quem aqui se queira fixar.

Os candidatos do PSD pela Graciosa querem ainda manter voos diretos com S. Miguel, tendo a candidatura manifestado a sua estranheza e preocupação pela programação da SATA para a Graciosa no próximo inverno IATA, que se inicia no próximo dia 25 de Outubro, que não prevê ligações directas com S Miguel.
O cabeça de lista do PSD pela ilha Graciosa declarou que “os voos da Graciosa com S. Miguel têm sido uma mais valia para a mobilidade dos Graciosenses em várias vertentes, como por exemplo a saúde, e significam menos riscos na atual situação de pandemia pois não implicam escala na ilha terceira para quem se desloca a S. Miguel. Nesse sentido, os Graciosenses têm manifestado agrado pela rota direta com S. Miguel e não compreendemos esta atitude da SATA para com a Graciosa”, disse.
A candidatura do PSD às eleições de 25 de outubro, em que serão eleitos os representantes da Graciosa no parlamento dos Açores, afirma que irá defender a manutenção destas ligações que são importantes para a mobilidade dos Graciosenses, não aceitando “que se ande para trás”.

Twitter Facebook Favorites More