Traduzir

09 outubro 2019

PS Graciosa faz balanço positivo das eleições legislativas nacionais

O Secretariado do Partido Socialista da Ilha Graciosa fez uma análise cuidada aos números resultantes do ato eleitoral, realizado no passado domingo, para eleger deputados para a Assembleia da República.
Em comunicado, o Partido Socialista destaca que “obteve uma grande vitória nos Açores e um crescimento na Madeira que permitiu eleger três deputados. A nível nacional a escolha dos portugueses foi clara e inequívoca, dando ao Partido Socialista a responsabilidade de encontrar soluções para formar um Governo capaz de dirigir o País nos próximos quatro anos.”
Constata também que, “foi no concelho de Santa Cruz da Graciosa que o Partido Socialista obteve a sua vitória mais expressiva, a nível Açores, e uma das maiores do País, sendo o projeto eleitoral preferido por 51,5% dos Graciosenses, tendo obtido mais 20 pontos do que o PSD, que se ficou pelos 31,3%.” Nos Açores a abstenção atingiu um valor elevado, cerca de 63%, valor que na ilha Graciosa se situou nos 53,8%, mesmo assim a segunda melhor taxa de abstenção da Região, só superada pelo Corvo (46,3%).
Para os socialistas Graciosenses “estes números da abstenção dizem-nos que esta problemática deve continuar a merecer uma especial atenção por parte dos decisores e que se deve prosseguir com um conjunto de medidas capazes de facilitar o acesso ao voto por parte da população, nomeadamente a franja mais jovem”.
No comunicado, o Partido Socialista lamenta “as atitudes ditatoriais, que já julgávamos caídas em desuso, de caciques que de uma forma impune tentaram impedir algumas pessoas, claramente mais fragilizadas, de exercer um dos seus direitos fundamentais consagrados na Constituição Portuguesa” e afirma que “vai usar todos os meios para denunciar estas pessoas sem escrúpulos que, muito teimosamente, continuam a manchar a democracia com estes atos vergonhosos e intoleráveis”.
Por fim, o Secretariado do Partido Socialista deseja “as maiores felicidades no desempenho das suas funções em prol dos Açores e dos Açorianos, a todos os deputados eleitos pelo círculo eleitoral dos Açores”.

Twitter Facebook Favorites More