Traduzir

08 junho 2018

Empreitada de equipamentos de frio do Matadouro da Graciosa concluída dentro de cinco meses

A Secretaria Regional da Agricultura e Florestas informou hoje que as obras da empreitada de fornecimento e instalação dos equipamentos de frio do novo Matadouro da ilha Graciosa, orçada em 440 mil euros, tem um prazo de execução de cinco meses após o ato de consignação, tendo já recebido o visto da prévio da Secção dos Açores do Tribunal de Contas.
O concurso público realizado pelo IAMA - Instituto de Alimentação e Mercados Agrícola para a adjudicação das câmaras de refrigeração do Matadouro da Graciosa, e respetiva instalação, foi adjudicado à empresa RACE – Refrigeration & Air Conditionning Engineering.
Em causa está a aquisição e a instalação de todo o sistema de frio do matadouro, que inclui três grandes câmaras frigorificas, com uma capacidade global de cerca de 80 bovinos.
Com as obras em curso, o novo Matadouro da Graciosa vai aumentar a sua capacidade de abate para 15 bovinos por hora, contribuindo, deste modo, para responder à dinâmica de crescimento que a fileira da carne tem registado no arquipélago.
Nos últimos quatro anos, o número total de abates de bovinos no matadouro da ilha Graciosa cresceu 65,1%.
No total, a obra do novo Matadouro da Graciosa está orçada em 5,4 milhões de euros.
A nova infraestrutura contempla abegoaria, linha de abate, refrigeração, sala de desmancha e gabinetes técnicos, bem como todos os requisitos para que se cumpram integralmente as exigências tecnológicas e higiosanitárias da legislação em vigor, salvaguardando a qualidade da carne e a saúde dos consumidores.
Além do Matadouro da Graciosa, decorrem as obras de construção do Matadouro do Faial, que será inaugurado nas próximas semanas, e as empreitadas de ampliação dos matadouros da Terceira e de São Miguel.

            

Twitter Facebook Favorites More