Traduzir

26 abril 2018

Câmara Municipal poderá voltar a recorrer à banca

A 1ª revisão orçamental de 2018 foi aprovada, apenas com os votos favoráveis do PS, tendo os vereadores do PSD votado contra.
Os vereadores da oposição votaram contra, por discordarem do reforço de 30 mil euros para o apoio às Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres, quando se trata de uma festa “idêntica às anteriores”. António Reis disse mesmo que, com este reforço, tem ainda mais dúvidas em relação ao funcionamento da PRODIB. O vereador afirmou ainda estar cada vez mais curioso, para conhecer as contas da associação e disse mesmo não acreditar que "esta verba seja para a festa, mas sim para pagar alguma coisa que ficou por trás".
Ainda sobre a 1ª Revisão Orçamental, o presidente Manuel Avelar Santos deu a conhecer a intenção de recorrer novamente a um empréstimo bancário, desta vez para a recuperação da Rua do Marítimo, uma vez que os atuais fundos comunitários não financiam estradas.
António Reis disse que existem muitas mais estradas municipais a necessitar arranjo, mas o presidente da Câmara afirma que seria uma verba avultada, excessiva para o Município.
Avelar Santos revelou ainda que a Câmara Municipal poderá ter que recorrer à banca, para arrancar com a obra da Pesqueira, caso ela não seja financiada, na totalidade, pelos fundos comunitários.

Twitter Facebook Favorites More