Traduzir

02 agosto 2017

Município não conseguiu aprovação do arquiteto para todas as alterações que pretendia no pavilhão municipal

O executivo camarário de Santa Cruz da Graciosa aprovou na semana passada, a adjudicação da empreitada de reabilitação do Pavilhão Desportivo Municipal de Santa Cruz da Graciosa, pelo o valor de 237.660 euros, sem inclusão do IVA, à empresa Marcometal II.

Recorde-se que o Pavilhão Municipal tem muitos danos ao nível da cobertura, o que tem levado a infiltrações de água, sendo objetivo deste investimento do município resolver este problema, com a utilização de novos materiais e que sejam adequados àquela zona, junto à orla costeira.
Uma obra muito necessária, no sentido de evitar a degradação daquela estrutura, muito utilizada para a prática de desporto, principalmente na modalidade de voleibol.
Conceição Cordeiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, disse que a obra deverá arrancar dentro de 2 semanas e o seu prazo de execução é de 4 a 5 meses.
No entanto, a obra não vai decorrer de acordo com o objetivo inicial da autarquia, que era de alterar todo o tipo de material a usar, pois não conseguiram a autorização do arquiteto.

A grande dificuldade deve-se ao fato do arquiteto da obra, possuir direitos sobre o projeto do edifício por 15 anos, conforme estipula a lei e por isso todas as alterações, terão que ser por ele aprovadas.
Em relação a dois painéis do pavilhão, não houve a aprovação do arquiteto, no entanto haverá alterações, por exemplo ao nível das clarabóias, de modo a evitar as infiltrações de água.

Twitter Facebook Favorites More