Traduzir

13 julho 2017

Voto de congratulação pelo Jubileu Sacerdotal do Padre António Machado Alves

No passado dia 11 de junho o Padre António Machado Alves completou 50 anos de ordenação sacerdotal, momento que foi alvo de voto de congratulação na Assembleia Legislativa Regional.
Manuel José Ramos, deputado do PS eleito pela Graciosa, recordou que António Machado Alves natural da Ilha de São Jorge, paroquiou durante cinco anos em Santo Amaro, na sua  ilha natal, e posteriormente foi transferido para a Vila de Santa Cruz da Graciosa, onde exerceu, durante 38 anos, o seu múnus pastoral, com dedicação e com um objetivo bem definido que sempre perseguiu: servir o seu povo.
O voto aprovado Quarta-feira, destaca outros cargos que Machado Alves ocupou nomeadamente professor e presidente do Conselho Executivo na Escola Básica e Secundária de Santa Cruz da Graciosa. Foi maestro e fundador do Grupo Coral da Matriz de Santa Cruz da Graciosa, tendo desenvolvido trabalhos litúrgicos, de música sacra e erudita.
Entre o seu legado fica, igualmente, todo o trabalho desenvolvido na conservação e restauro da Matriz de Santa Cruz,  património Classificado, bem como de todas as igrejas e ermidas da Paróquia.
Manuel José Ramos destacou que o Padre Machado, como é mais conhecido, desenvolveu um trabalho importante e meritório na pastoral juvenil onde se inclui a fundação e dinamização no escutismo católico e é um homem humilde e de trato fácil.

 “A Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores congratula-se pela celebração do jubileu sacerdotal do Padre António Machado Alves, que, para além de exercer o seu múnus Pastoral de forma exemplar, foi capaz de dar à Ilha Graciosa contributos na área da educação e no âmbito social, de forma empenhada e desinteressada.”

Twitter Facebook Favorites More