Traduzir

12 abril 2017

Agricultores entendem que Linha Lilás faz falta à economia graciosense

João Picanço, presidente da Associação de Agricultores da Ilha Graciosa e da Adega e Cooperativa Agrícola da Ilha Graciosa afirma que a inclusão da Graciosa na Linha Lilás, dos barcos do Grupo Central, daria outra mobilidade e oportunidade à ilha.
O representante dos agricultores afirma que, já perguntou pessoalmente a vários governantes, a que grupo pertence a Graciosa e que até hoje ninguém lhe soube responder.
João Picanço diz que é inadmissível que os barcos, “comprados com o dinheiro de todos nós, para servir o Grupo Central” continuem sem escalar a Graciosa.

Para os agricultores Graciosenses, ligações regulares com as outras ilhas do Grupo Central seriam muito importantes, pois há uma antiga ligação comercial, da qual a agricultura graciosense poderia tirar proveito.

Twitter Facebook Favorites More