Traduzir

07 março 2017

João Costa pede intervenção do Governo na programação da Atlanticoline para a Graciosa

O deputado do PSD/Açores eleito pela Graciosa João Bruto da Costa desafiou o Governo regional a dar instruções à Atlânticoline, empresa pública tutelada pelo executivo açoriano, para que a programação já anunciada para este ano seja corrigida no sentido de responder às necessidades da ilha.
Em causa está o facto de os horários anunciados para a ‘Linha Amarela’, a única a tocar a ilha, “ignorar por completo” as Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres, as maiores festas da ilha, que todos os anos leva centenas de pessoas à Graciosa no segundo fim-de-semana de agosto.
“Esta atitude da empresa tutelada e às ordens do Governo regional do PS merece um veemente repúdio e exige uma inversão de procedimentos, pois não pode haver ilhas ignoradas quando estão em causa mais 38 milhões de euros com esta operação, conforme foi publicado”, sublinha o deputado graciosense, no requerimento entregue na Assembleia Legislativa dos Açores.
João Bruto da Costa repudia ainda o que diz ser, mais uma vez, a “incompreensível exclusão” da Graciosa da ‘Linha Lilás’, já que a ilha é a única do Grupo Central a ficar fora desta operação”, e considera que a programação da Atlanticoline constitui “um rude golpe nas aspirações de desenvolvimento económico da ilha Graciosa”.
“Em 2016, o PS chumbou a intenção de fazer com que a Graciosa fizesse parte desta operação, alegando a impossibilidade de fazer alterações de horários em cima do início da operação, ou já com a operação a decorrer, o que já é de si um fraco sacudir as responsabilidades. Para 2017, não há desculpa possível. O que Governo não pode continuar a ignorar esta discriminação sistemática com a ilha Graciosa”, frisa o deputado do PSD/Açores.


Twitter Facebook Favorites More