Traduzir

13 março 2017

GAL alertam para a necessidade de desburocratização dos projetos do ProRural

A Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa acolheu, no final da semana passada, a primeira reunião de 2017 dos Grupos de Ação Local (GAL) dos Açores.

Na reunião de trabalho, que decorreu durante 3 dias, estiveram reapresentadas a ARD, associação que abrange Ponta Delgada e Santa Maria, ASDREP dos concelhos de Povoação, Nordeste, Ribeira Grande, Vila Franca do Campo e Lagoa, a ADELIAÇOR que abrange Faial, Pico, São Jorge, Flores e Corvo e ainda a Grater, associação de desenvolvimento das ilhas Graciosa e Terceira.
Estas associações açorianas, parceiras do Governo Regional dos Açores no trabalho da metodologia Leader, fizeram um ponto de situação do ProRural+, sendo que no atual quadro comunitário de apoio, já foram aprovados 50 projetos, no valor global de 3 milhões de euros.
Guido Teles, Presidente da Grater, disse que das conclusões, tiradas do encontro, destaca-se a necessidade de diminuir a burocracia ligada a estes projetos, no sentido de agilizar a sua aprovação.

Outra das conclusões é de que o regime em vigor do Prorual+ necessita alterações, de forma a permitir aprovação de planos locais de promoção turística.
O Diretor Regional do Desenvolvimento Rural dos Açores participou na finalização dos trabalhos.
Fernando Moniz Sousa destacou o papel importante destes grupos de trabalho, porque gerem projetos nas zonas rurais, de natureza não agrícola, mas importante para o desenvolvimento harmonioso da região.

O encontro que decorreu na Graciosa, resultou na análise do programa, quando já decorreram dois anos, sendo sempre o objetivo, o benefício das pessoas que se candidatam a estes projetos.

Twitter Facebook Favorites More