Traduzir

08 fevereiro 2017

Património da República na Graciosa ao “abandono” denunciam deputados do PSD na República

Berta Cabral e António Ventura, alertam para o facto de que no centro urbano da Vila de Santa Cruz da Graciosa encontram-se alguns imóveis, pertença do Ministério da Justiça, em paupérrimo estado de degradação. Uma degradação que avança dia após dia, por falta de manutenção.
Segundo os Deputados “os edifícios em questão, e atendendo ao seu mau aspeto, espelham abandono, quase ruina, contribuindo, assim, para prejudicar a imagem da Vila, principalmente de quem visita a Ilha Graciosa”.
Na Ilha Graciosa estes edifícios são as chamadas casas dos magistrados, ou seja, onde habitavam os magistrados, porém, agora, estão devolutos e com sinais de elevada deterioração.
Tudo indica que estes imóveis estiveram à venda por 180.000 euros, no âmbito da venda de património do Estado na Região, mas não existiram compradores, pelo que compete ao Estado a preservação dos edifícios.
Berta Cabral e António Ventura referem que “não se percebe esta continuada degradação destes edifícios na Vila de Santa Cruz da Graciosa, pois é o próprio Governo da República, o Governo Regional e o PS/Açores que, desde 2015, prometem aos Açorianos diligências rápidas, para solucionar estas e outras situações similares”.
Para os Deputados “mais uma vez o que foi dito por este Governo para os Açores não corresponde, na mesma medida do anunciado com grande pompa e circunstância, ao que se está a fazer. Aliás, também mais uma vez se verifica que existiam dois discursos políticos. Um discurso antes das eleições regionais de 2016 e outro depois do ato eleitoral”.
Berta Cabral e António Ventura recordam que “neste exato sentido, verifica-se, que o atual Primeiro-Ministro, visitou três vezes os Açores antes do ato eleitoral”.
Querem, assim, os Parlamentares do PSD, eleitos pelo circulo eleitoral dos Açores, saber se efetivamente o Ministério da Justiça é detentor de imóveis situados na Vila de Santa Cruz da Graciosa, se reconhece o elevado estado de degradação destes imóveis, se estão previstos investimentos e se pretende o Ministério voltar a colocar à venda os imóveis ou dar algum uso público.

Berta Cabral e António Ventura solicitam ao Governo a indicação de todos os imóveis do Ministério da Justiça na Região Autónoma dos Açores, fazendo referência à sua localização e atual utilização.

Twitter Facebook Favorites More