Traduzir

07 novembro 2016

Vasco Cordeiro defende “conjugação de vontades” em nome da construção do futuro dos Açores

O Presidente do Governo apelou Sexta-feira aos melhores esforços das entidades públicas e privadas, mas também de cada um dos Açorianos, na consolidação do trajeto de crescimento da Região para que seja possível ultrapassar, definitivamente, os tempos de turbulência e de angústia que atingiram os Açores.

“Este é um desígnio que, se é verdade que compete ao Governo impulsionar e promover, não se esgota na ação governativa, antes impele a uma verdadeira conjugação de vontades, uma verdadeira aliança de empenho, de vontade e de determinação entre todos os intervenientes neste processo de construção do futuro da Região Autónoma dos Açores”, afirmou Vasco Cordeiro, na tomada de posse do XII Governo perante a Assembleia Legislativa.
Para o Presidente do Governo, não se trata de cada parceiro abdicar das suas convicções e reivindicações, porque isso não serve a Democracia e a Autonomia, mas sim de “recorrermos a estas convicções e reivindicações como forma de levar os Açores para frente”.
“Da parte do XII Governo dos Açores, a garantia que damos a cada um dos partidos representados nesta Assembleia e, através deles, a cada um dos Açorianos, é que estamos prontos, determinados e empenhados em fazer a nossa parte”, assegurou.
Na sessão solene que decorreu na Assembleia Legislativa, Vasco Cordeiro deixou, por outro lado, a garantia de que, da parte do Governo dos Açores, “estamos e estaremos sempre disponíveis para, como é nossa obrigação, mas sobretudo, como é nossa convicção democrática, responder perante este Parlamento, dialogar em nome do supremo interesse dos Açorianos, para assumir uma verdadeira relação política e institucional entre os órgãos de governo próprio da Região Autónoma dos Açores”.
Na sua intervenção, o Presidente do Governo recordou que, das eleições regionais de Outubro, resultou, também, que os Açorianos privilegiaram a estabilidade política como um bem em si mesmo, garantindo uma maioria parlamentar de apoio ao Governo dos Açores.
O Presidente do Governo garantiu, por outro lado, que o novo Executivo Regional está determinado em responder aos desafios que os Açores vão enfrentar nos próximos quatro anos, assim como a consolidar os sinais de retoma económica que se registam na Região.




Twitter Facebook Favorites More