Traduzir

22 dezembro 2015

Solução do Banif defende famílias e empresas e a função do banco no sistema bancário dos Açores

O Presidente do Governo afirmou que a solução encontrada para o Banif defende a situação das famílias e das empresas com depósitos na instituição bancária, protege a função que o banco tem no sistema bancário nos Açores e salvaguarda, também, a situação dos seus trabalhadores.
“Tendo em conta o estado a que se deixou chegar este assunto, eu acho que esta solução defende a situação das famílias e das empresas no que diz respeito aos depósitos no Banif, garante a continuidade de funcionamento da instituição nos Açores e defende a posição dos trabalhadores na Região”, afirmou Vasco Cordeiro.
Questionado pelos jornalistas sobre esta matéria, o Presidente do Governo adiantou que, em especial nos últimos dias, tem mantido um acompanhamento e um contacto muito próximo com o Primeiro-Ministro, António Costa, com o Presidente da Comissão Executiva do Banif, Jorge Tomé, e, já ontem com o Presidente da Comissão Executiva do Banco Santander Totta, António Vieira Monteiro.

Depois de recordar a importância do Banif para a economia dos Açores, onde tem 37% dos depósitos e 31% dos empréstimos, Vasco Cordeiro disse que, no contato mantido com António Vieira Monteiro, foi lhe transmitido que, “na abordagem que o banco Santander Totta faz à situação dos Açores, não estão previstas alterações do ponto de vista de trabalhadores”.

Twitter Facebook Favorites More