Traduzir

09 dezembro 2016

Aprovado orçamento e plano da autarquia para 2017

A Assembleia Municipal de Santa Cruz da Graciosa reuniu na noite de Quarta-feira, nos Paços de Concelho.
O encontro de carater ordinário tinha como um dos pontos da ordem de trabalhos a apreciação e votação do Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2017.
Como obras projetadas para 2017, o plano apresenta a rede de abastecimento de água e reservatório grotas II, cuja empreitada “está prestes a ter o seu início”, prosseguir com todo o processo do Parque Industrial, de modo a assegurar comparticipação. O Centro Histórico de Santa Cruz “terá o seu início no segundo semestre de 2017” e é a terceira das 3 grandes obras que o documento contempla.
O orçamento do Município para 2017 importa tanto na receita, como na despesa, um total de 5.581.410,00 euros, sendo a receita corrente de 3.645.304,00 euros, a despesa corrente de 3.130.588,00 euros, a receita de capital de 1.936.106,00 euros e despesa de capital de 2.450.822,00 euros.
O documento foi aprovado por maioria, com 12 votos a favor do PS e 6 votos contra do PSD.
O Grupo Municipal do PSD decidiu votar contra Plano e Orçamento da Câmara Municipal para o ano de 2017, porque sendo “o último documento de gestão que esta Câmara Municipal submete à Assembleia Municipal e que consagra as opções do executivo do PS Graciosa”, o PSD lamenta que “não se tenham concretizado nenhuma das promessas socialistas que foram sendo anunciadas como prioridades para a nossa ilha”
João Costa, referiu que “obras importantes para os Graciosenses, que poderiam criar emprego e trazer melhor futuro ao nosso município, não saíram do papel da propaganda do PS e continuam a ser adiadas de forma inaceitável” e não compreende como “se podem inscrever todos os anos milhões de euros para investimentos que não se realizam, como o parque industrial ou as obras de abastecimento de água, e depois o dinheiro desaparece sem explicação.”

O Grupo Municipal do PS aprovou o documento por entender que “as orientações previstas neste documento estruturante vão ao encontro das principais necessidades do Concelho” e que “a transição de obras importantes - cuja aprovação ao quadro comunitário 2014-2020 tem sido protelada sucessivamente - nomeadamente a remodelação da rede de águas, com 1 milhão de euros e o parque empresarial com 1,1 milhões de euros, estão plasmadas neste documento, prevendo-se a sua execução para breve.”
Referem ainda os socialistas que “relativamente às despesas correntes, muitas vezes desvalorizadas pela oposição, o Grupo Municipal do Partido Socialista entende que estas se revestem de grande importância para a execução do programa eleitoral pois é a partir delas que se financiam os investimentos com menor impacto orçamental ...”.

Avelar Santos, presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, confirmou em declarações no final do encontro que, as obras se vão realizar ao longo de 2017 e que no final desse ano, as que não estiverem concluídas estarão em fase bem avançada.

Twitter Facebook Favorites More