Traduzir

11 dezembro 2015

Resumo Semanal de 7 a 11 de Dezembro de 2015

Quota de goraz da Região será dividida por ilha em 2016

A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, após audição dos parceiros do setor, decidiu fixar a repartição da quota de goraz destinada aos Açores por cada ilha, respeitando o histórico de captura de cada uma delas, bem como das respetivas embarcações, “por forma a garantir uma repartição justa e equitativa da quota destinada à Região e permitir a cada ilha gerir de forma racional este recurso”.
A portaria publicada em Jornal Oficial, habilita os pescadores de cada uma das ilhas do arquipélago a gerirem a quota que lhes é atribuída, de forma a concentrarem o esforço de pesca nos meses em que a espécie atinge valores mais elevados em lota.
As quotas atribuídas a cada embarcação em 2016 devem ser utilizadas até ao final do ano, sendo às quotas de pesca a atribuir em 2017 e 2018, por embarcação, reduzidos os saldos de quota não aproveitados no ano anterior por motivo não justificável, passando os saldos assim obtidos a ser repartidos pelas embarcações da mesma ilha que cumpriram a totalidade das suas quotas, no âmbito do respetivo segmento de frota.
Com vista a garantir o uso pleno da quota da Região em 2016, o volume máximo de capturas autorizado para cada uma das ilhas dos Açores poderá ser alterado na sequência de acordos entre as associações representativas da frota de pesca de cada uma das ilhas e do registo de capturas efetivamente realizadas ao longo desse ano.






Posto de Combustível deveria já estar desactivado desde Agosto

O executivo camarário de Santa Cruz da Graciosa reuniu Quinta-feira, nos paços do Município.
No período antes da ordem do dia, o vereador João Cunha, do PSD, perguntou porque não está ainda a funcionar o novo posto de combustível nas covas, quando a obra parece estar pronta, alertando para a poluição visual que o antigo posto continua a provocar no centro da vila classificada. O vereador alertou que em reunião de câmara tinha sido aprovada a retirada do posto até Agosto, estando por isso já ultrapassado o prazo e quis se a obra está de acordo com o projecto aprovado pelo município.
Avelar Santos, presidente da Câmara Municipal, esclareceu que as construções erguidas não estão de acordo com o projecto, estando-se a aguardar aditamento, para além de que a Direcção Regional da Energia ainda não o licenciou, daí ainda não ter entrado em funcionamento.
O vereador João Cunha pediu cópias dos desenhos e do aditamento deste projecto e quis saber sobre o roubo da carrinha do município e se tem havido furto de combustível das viaturas municipais.
Conceição Cordeiro afirmou que o caso do roubo está a ser investigado pela PSP e GNR e que não se verifica falta de combustíveis desde que as viaturas ficam estacionadas num terreno municipal, no centro da vila. A autarquia está a recuperar um armazém, junto ao antigo aterro municipal, que servirá para guardar as viaturas.






Travel Bug do Parque Natural da Graciosa é um dos mais viajados dos Açores

Os 'Travel Bugs' (TB) que foram colocados a circular no Dia Europeu dos Parques Naturais, numa parceria entre o Governo dos Açores e o GeoPT – Portugal Geocaching and Adventure Portal, já viajaram entre ilhas, até ao território do continente e para outros países europeus, como a Alemanha ou a Bélgica.
A Secretaria Regional da Agricultura e Ambiente, através da Direção Regional do Ambiente, lançou nove ‘Travel Bugs’, um por cada ilha, com o propósito de ‘viajarem’ com informação sobre os respetivos Parques Naturais no seu interior.
Paralelamente, foram lançados outros dois que dão a conhecer a Rede de Centros Ambientais dos Açores e os nove Parques Naturais de Ilha, o primeiro destinado a viajar pelo arquipélago e o segundo por todo o mundo.
O 'TB' da Graciosa está em Portugal continental, tendo percorrido 1.221 milhas com 29 registos.







Aberto concurso para construção da cozinha do Serviço de Apoio ao Domicílio da Misericórdia de Santa Cruz da Graciosa

O concurso para a construção da cozinha de receção e distribuição do Serviço de Apoio ao Domicilio da Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz da Graciosa foi Quarta-feira publicado em Diário da República.
Esta empreitada, inscrita na Carta Regional de Obras Públicas, tem um prazo de execução de nove meses e representa um investimento do Governo dos Açores de cerca de 780 mil euros, sendo financiada pela Secretaria Regional da Solidariedade Social, através da Direção Regional da Solidariedade Social.
Com a construção da nova cozinha pretende criar-se um espaço devidamente equipado e funcional que permita responder às exigências das várias valências da instituição, nomeadamente a creche, o jardim de infância, o Centro de Atividades Ocupacionais, o Serviço de Apoio Domiciliário e o Lar de Idosos, melhorando, assim, a qualidade do serviço prestado.






Movimento no aeroporto da Graciosa aumentou em Novembro

Os dados do Serviço Regional de Estatística revelam que foram registados 1.627 desembarques em Novembro, mais 256 desembarque do que os 1.371 registados em Novembro de 2014. Desde o inicio do ano, até ao final de Novembro, desembarcaram na Graciosa 18.928 passageiros aéreos, mais 1.210 desembarques, do que no mesmo período de 2014.
Os dados do Serviço Regional de Estatística revelam ainda que embarcaram por via aérea, da Graciosa, no passado mês de Novembro um total de 1501 passageiros, um aumento de 87 passageiros, em comparação com o mesmo mês do ano anterior. No total dos 11 meses deste ano verificou-se também um aumento de 1.146 embarques.
Em Novembro a ilha Graciosa foi escalada por 49 aviões, que levaram da ilha mais de 16 toneladas de carga, na sua maioria peixe fresco.





Poços da Ribeirinha estão a ser reabilitados

A Junta de Freguesia da Guadalupe, em colaboração com as Obras Publicas, está a proceder á recuperação e reconstrução dos muros dos Poços recebedores de Agua, no caminho dos Poços, Ribeirinha.
Os muros, daquelas estruturas antigas, já se encontravam à mais de 3 anos caídos, criando assim um perigo não só para os animais que ali passam diariamente, como mesmo para as pessoas que os acompanham.
A requalificação daquela zona não só a fortalece em termos de segurança, como também em termos de embelezamento.
 





V Bienal de Turismo Subaquático

Nesta edição, o evento assume um modelo diferente dos anos anteriores estruturado em palestras, workshops, formações e debates com os vários agentes, momentos importantes para a qualificação e estruturação interna do produto do turismo subaquático nos Açores.
O primeiro dia foi destinado ao Curso DDI e na Sexta e Sábado decorreram as palestras e workshops.
Nesta V Bienal estão inscritos cerca de 50 participantes, mas apenas cerca de 50% deste número é que corresponde a operadores turísticos e especialistas de fora da ilha.





Twitter Facebook Favorites More